quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Relatos

Eu havia esquecido que o encanto está na procura às respostas, pq qdo as respostas são encontradas, as travas são quebradas e um novo caminho vai surgindo. Cercada de mistérios a história parece que sempre terá um final triste. Entre a utopia e a magia, despindo-me de meus medos, revelados alguns segredos, vejo um sonho lindo escorrendo entre meu dedos.

Quando sentados frente a frente, assumindo minha parcela humana, entre a emoção e a razão, a impulsividade e a prudência, revelo parte de minha imperfeição, fraqueza minha essa que derruba-me do pedestal, meu erro fatal, agir com o coração irônica magia, quem diria, me colocaria mais uma vez, entre o racional e o emocional.

Imagem por fim desfeita, restando um vazio, posso ver meu lado negro, meu lado sombrio. Sinto um gosto amargo, deve ser o gosto do meu próprio veneno, frente a frente comigo (contigo), posso me conhecer (reconhecer), vendo em teus erros (meus erros) compreendo enfim porque eu (você) os cometemos.

Brincadeira excitante, química alucinante... Nos minutos restantes sempre acabo me rendendo, caindo entre meus delírios, finjo não sentir, sem sentir, sentindo, nessa guerra, luto desarmada, com a alma carregada dos mais puros desejos.

 

Fernanda Silva

 

Que o teu dia seja mais feliz  que o meu

domingo, 18 de janeiro de 2009

Onde estará meu universo





By Decimar Biagini

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Soneto Livre ao Carnaval Livre




Festa popular, cíclica e agrária
Criada no Nilo em 4.000 A.C
Muito antes das queixas e profecias do Bispo
Seu objetivo é festejo, e não batalha

Tudo bem que a Igreja adaptou seu nome
Disse adeus carne, virou carne vale
Veio a quaresma, o jejum e a fome
Então, nesse tempo o povo que se cale

A dúvida sobre a data cai nas mãos do Prefeito de Cruz Alta
Cede a pressão cristã, numa cidade que carrega uma cruz na nomeação?
Ou atende as escolas, mantendo o planejamento para comemoração?

Invade o território sagrado da quaresma de forma incauta?
Ou larga o povo pelado no sambódromo, provocando outra discussão?
Tudo pelo bem de uma data, que cá para nós, nunca foi exata


Decimar Biagini , em 16 de janeiro de 2009 ( O presente soneto é mera sátira, não expressa a opinião do Autor, apenas suscita reflexão e relata uma polêmica que paira sobre a cidade de Cruz Alta)

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Beijo Incandescente

Hoje acordei com aquele beijo
Melhor que um café na cama
Abro os olhos e o que vejo
Alguém que diz que me ama

O raciocínio tornou-se dispensável
Deixei minha espinha formigar
Tornei-me mais uma vez vulnerável
Pelo prazer de sentir e amar

Abri a mente e o coração por instantes
Eis que me acolheu de forma memorável
E tudo voltou a ser como era antes

Desejos repletos de amor reiniciaram
Coisas de um casal incansável
Doces situações que não se planejaram

Decimar Biagini

Assistir no youtube: http://www.youtube.com/watch?v=Vcq3vloDEEI

sábado, 3 de janeiro de 2009

Soneto Livre ao Ano Novo

Uma enxurrada de calendários
Muitas canetas comemorativas
Agendas bonitas e multicoloridas
Roupas brancas saindo dos armários

A virada do ano é a esperança para novas vidas
Provoca esperança e sentimentos vários
Revela novas superstições pré-estabelecidas
É uma virada que ofusca até alguns aniversários

Que o próximo ano não seja morno
Que possamos aprender sem calmaria
Que possamos ser massa nova a dourar no forno

Que tenhamos o que comemorar ao tinitar de taças
Que possamos sair desse ano com aprendizado
Pois a pior desgraça é não aprender com a desgraça
Decimar Biagini

Feliz Ano Novo A Todos...
http://www.youtube.com/watch?v=rD2WO2t4z9c

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

FULMINAÇÃO REPENTINA (ACRÓSTICO NA COMUNA BRINCANDO COM AS LETRAS)

Fui deixando os acrósticos

Ultimamente não me inspiravam

Limitava-me com prognósticos

Muitos leitores até recitavamIncrível a dinâmica cambiante

Não creio que acrosticar adiante

Apenas gosto de passar o tempo

Ç(não existe na língua oficial)

Assim vou derramando sentimento

Ouvindo vozes e firmando-as no vento

Rumo aos acrósticos novamente

Eis que a cinza não se consumiu pelos borralhos

Procurei ler todo acrosticante decente

Eis que muita coisa se perdeu por copiosos atalhos

Não sei mais se leio ou se escrevo, o que seria inteligente?

Talvez pudesse conciliar ambos

Incrível o que os acrósticos fazem com a gente

Nessas linhas que criei, com rimas e trechos mulambos

Acho que minha vontade foi fulminando repentinamente

Decimar Biagini

Visite a Comunidade e atreva-se a acrosticar: http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs.aspx?cmm=74850913&tid=5264156108688681193&na=2&nst=293

Soneto Livre ao Perdão Supremo




Hoje venho pedir perdão
Aos que feri ou prejudiquei
Com pensamento, ato e palavrão
Nenhum mal ou dor é maior que o Rei


Não quero também ter pena, apenas compaixão
O Rei sabe das minhas intenções, eu também sei
É bom saber o que sou e o que quero, sem ilusão
Hoje abro o meu coração, e assim. em paz estarei


O Rei sabe que sou um ser carente e vulnerável
E por isso sou rotulado como um ser instável
Também sabe que tem dias que não sou agradável


Sabe que por essas razões insisto nas falhas
Que acuso os outros de atitudes também minhas
Tudo por uma torpe dependência das opiniões alheias


Decimar Biagini, 2 de janeiro de 2009
Assista no youtube clicando no link: http://www.youtube.com/watch?v=oVbnmiKDK_A

O INÍCIO

Tudo começou pelas idéias e confesso que demorou até chegar ao papel. Depois de alguns anos, os papéis ficaram amarelados e resolvi digitar tudo. Então percebi que era muita coisa, muitos sentimentos, muitas flores e muitos espinhos.O incentivo que dava à minha mãe para publicar um livro, passou ser o meu incentivo.Nos meus escritos, por assim dizer, tem um pouco de tudo, um pouco da vida, falo da natureza, das coisas simples, sofisticadas, de mim, de alegrias, triztezas, decepções, drogas e vontade de ver pessoas cada vez melhores a fim de construir , ou reconstruir esse mundo para legá-lo a gerações futuras.Sou jurista e não advogada. Não advogo porque não é minha vocação. Adoro ler e estudar, por isso migrei para a área científica do Direito.A minha verdadeira vocação é ARTES. De todo tipo: Dança, teatro, Artes plásticas, música, fotografias!Sou do tipo de tem ALMA DE ARTISTA. Sou cheia de ideais e esse fato muitas vezes me leva à profundas decepções, mas também tem suas recompensas. Então fico com as recompensas!Tenho um propósito bem latente hoje: O COMBATE ÁS DROGAS. A Droga é um Câncer e não prejudica e mata só quem a utliliza, destrói também a família.Poesia, hoje para mim, é um modo de vida. Uma maneira que encontrei para descarregar sentimentos oprimidos. Então escrevo muito. Tenho poesias mirabolantes até as mais singelas.MÚSICA: ahhhh, a música, o que seria do ser humano sem uma melodia. Apesar de já ter feito piano, violão e flauta, não toco, mas gosto de ouvir as mais variadas canções e os mais variados artistas. Comecei a valorizar também a música sem rótulos. Sim. Aquele que seu vizinho compôs e você acha bonita, aquela que você compôs e gostaria de gravar. Eu, por exemplo tenho várias letras de músicas, só falta a melodia-por pouco tempo!O verbo desse blog é FAZER!Já deixei de ficar de braços cruzados a muito tempo. Sempre fiz. No meu tempo...mas sempre fiz!Consigo hoje, pensar 10 vezes antes de falar, pois posso magoar alguém ou minha fala pode ser fruto de uma mentira ou fofoca, então procuro cultivar a fala amorosa e deixar de lado a fala imprópria e inadequada.Por muitos anos analisei a palavra PERDÃO; e sinceramente acho muito difícil perdoar. Então arranjei uma saída: NÃO ME OFENDER! Dessa forma não preciso perdoar, porque não fui ofendida.Gosto muito de ler e estudar filosofia e ultimamente estou estudando doutrinas e religiões orientais.Apesar de não parecer, eu tenho uma tremenda habilidade para falar em público, principalmente com a platéia cheia. Quanto mais gente melhor.A DANÇA: é minha asa. Dançando consigo voar, plainar...Gosto de danças nas suas diversas formas, só não me convide pra dançar Funk.ARTES PLÁSTICAS: a pintura , seja ela qual for é o nosso retrato do dia. Gosto muito de pintar. Me relaxa e eu viajo nas cores. Gosto de Monet, Picasso e Portinari. Acho Da Vinci incrível, mas não faz meu estilo. Bem, adoro artistas desconhecidos, aliás são os que eu mais gosto.Quando a gente cresce, percebe que ser uma constante na vida é praticamente impossível. Nós somos seres de "altos e baixos", principalmente nos dias de hoje, onde as doenças mentais cresceram absurdamente. As pessoas hoje são tão preocupadas, correm de um lado para outro, as crianças sofrem de hiperatividade, ninguém tem gentileza no trânsito, ninguém tem mais paciencia.O mundo precisa urgente de uma palavrinha mágica chamada TOLERÂNCIA! A TOLERÂNCIA no meu ponto de vista, é a bola da vez desse século. E quando digo tolerância falo de sentido amplo. Tolerancia no trânsito, no trabalho, dentro de casa, ao telefone, com amigos, com estranhos, com a natureza, com o planeta, com VOCÊ! Sim. Temos que ser tolerantes com nós mesmos também. Se eu não consigo ser tolerante e amável comigo mesma, como conseguirei ser com quem está ao meu lado?É isso, aos poucos todos que entrarem ou participarem desse blog irão me conhecer um pouquinho melhor e o mais importante, se esforçarão para ser pessoas melhores.COMO NÃO POSSO MUDAR O MUNDO, VOU COMECAR PELAS PESSOAS!Larissa

Loading...