domingo, 28 de setembro de 2008

Quando me amei de verdade,
compreendi que em qualquer circunstância,
eu estava no lugar certo,
na hora certa, no momento exato.
E então, pude relaxar.

Hoje sei que isso tem nome...Auto-estima.

Quando me amei de verdade,
pude perceber que minha angústia,
meu sofrimento emocional,
não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades.

Hoje sei que isso é...Autenticidade.

Quando me amei de verdade,
parei de desejar que a minha vida fosse diferente
e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento.

Hoje chamo isso de... Amadurecimento.

Quando me amei de verdade,
comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo,
mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada,
inclusive eu mesmo.

Hoje sei que o nome disso é... Respeito.

Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável...
Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo.
De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo.

Hoje sei que se chama... Amor-próprio.

Quando me amei de verdade,
deixei de temer o meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos,
abandonei os projetos megalômanos de futuro.
Hoje faço o que acho certo, o que gosto,
quando quero e no meu próprio ritmo.

Hoje sei que isso é... Simplicidade.

Quando me amei de verdade,
desisti de querer sempre ter razão e,
com isso, errei menos vezes.

Hoje descobri a... Humildade.

Quando me amei de verdade,
desisti de ficar revivendo o passado e de preocupar com o futuro.
Agora, me mantenho no presente,
que é onde a vida acontece.
Hoje vivo um dia de cada vez.

Isso é... Plenitude.

Quando me amei de verdade,
percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar.
Mas quando a coloco a serviço do meu coração,
ela se torna uma grande e valiosa aliada.

Tudo isso é... Saber viver !!! Só por Hoje !!!

Ass : Edson

Bons momentos !!!
Eu sou eu... Você é você...

"... Não me deêm fórmulas certas,
porque eu não espero acertar sempre...
Não me mostre o que esperam de mim,
porque vou seguir meu coração SEMPRE...
Não me façam ser o que não sou...
Não me convidem a ser igual,
porque sinceramente sou diferente...
Não sei amar pela metade...
Não sei viver de mentira...
Não sei voar com os pés no chão...
Sou sempre o mesmo...
Mas com certeza não serei o mesmo sempre...!!!
""Todo Obstáculo Contém Uma Oportunidade
Para Melhorarmos Nossa Condição""
Um dia o amor virou-se para a amizade e disse
Para que existe tu se ja existo eu ?
A amizade respondeu:
Para repor um sorriso
onde tu deixaste uma lagrima..."

Ass: Edson

Bons Momentos !!!

Passaros Engaiolados

Somos donos de nossos αtos,
não somos donos de nossos sentimentos.
Somos culpαdos pelo oque fαzemos,
Mαs não somos culpαdos pelo oque sentimos.
Podemos prometer αtos,
mαs não podemos prometer sentimentos!
Atos são pαssαros engαiolαdos,
sentimentos são pαssαros em vôo.!

Ass: Edson

Bons Momentos !!!

sexta-feira, 26 de setembro de 2008


AMIGOS


"Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila.

Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante.

A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos.

Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo.

Deles não quero resposta, quero meu avesso.

Que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim.

Para isso,só sendo louco.

Quero os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças.

Escolho meus amigos pela cara lavada e pela alma exposta.

Não quero só o ombro ou o colo, quero também sua maior alegria.

Amigo que não ri junto não sabe sofrer junto.

Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade.

Não quero risos previsíveis nem choros piedosos.

Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça.

Não quero amigos adultos nem chatos.

Quero-os metade infância e outra metade velhice!

Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto; e velhos, para que nuncatenham pressa.

Tenho amigos para saber quem eu sou. Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que ´normalidade´ é uma ilusão imbecil e estéril."

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

JARDINEIRA DE PALAVRAS: CIÚMES

JARDINEIRA DE PALAVRAS: CIÚMES

CIÚMES


Algumas vezes, sem que possamos perceber, cresce no nosso interior, a partir de um ressentimento ou de uma suposta rivalidade, o sentimento de ciúme. Isto oprime a harmonia e a saúde de nossos relacionamentos.

O ciúme é um sentimento que nos faz sentir incomodados com certas situações que anteriormente eram insignificantes, como, por exemplo, a atenção de um namorado para com a namorada, a beleza de uma amizade, o cuidado de um pai para com um filho, o sucesso profissional de um colega ou o reconhecimento de suas habilidades em determinada função, etc.

Uma insatisfação, aparentemente sem motivos, toma conta da pessoa que acredita, ainda que não seja verdade, estar perdendo a atenção e o carinho. Supõe não ter as mesmas chances que seu irmão, parente ou colega.

Quando o ciúme toca os relacionamentos, qualquer coisa poderá ser motivo para alimentar um espírito de competição e de disputa. Com isso, a pessoa que era dócil, compreensiva e companheira, torna-se áspera, agressiva nas respostas e pouco solícita. Isto, certamente poderá destruir uma convivência que anteriormente era saudável. Entretanto, se questionada, essa pessoa prontamente justificará seu comportamento com outras respostas. Dificilmente admitirá sentimento de ciúme.

Ao alcance dos tentáculos do sentimento de ciúme poderá estar nossas famílias.
Este “micróbio” tentará se instalar, contaminar e matar a amizade que deveria ser eterna entre os parentes. Não é difícil se notar a disputa discreta ou as provocações sem sentido entre os irmãos por coisas sem importância.
Penso que tal sentimento poderá surgir quando a pessoa envolvida por um medo equivocado, acredita ser menos amada, não ter a mesma preferência de antes ou suspeita da possibilidade de ser privada daquilo que valoriza profundamente.

Algumas situações poderão se tornar mais crônicas quando, em meio a todas as supostas verdades, se encontra a desconfiança da honestidade de quem amamos. Trabalhando em nossa imaginação, o ciúme nos faz criar situações que não existem; deduzimos coisas que vemos apenas nos filmes da nossa mente.

Infelizmente, por essas atitudes, estará instalada em nossos relacionamentos a grande sombra da inquietação, potencializada pela insegurança que insistirá em assombrar a nossa paz de espírito.
Outras pessoas, mergulhadas em suas equivocadas convicções ou tomadas pelo pavor de experimentar o suposto abandono, chegam ao limite de privar a quem se ama do direito da vida.

O amor verdadeiro traz a cumplicidade e o compromisso pela felicidade mútua.
Ainda que possamos sentir, em alguns momentos, uma pequena dose de ciúmes, é necessário aprender a lidar com as nossas inseguranças. À medida que vamos conquistando a autoconfiança, o respeito pelo espaço do outro, estaremos também cultivando a saúde dos nossos relacionamentos.

Todo aquele que se dispõe a amar e a viver um bom relacionamento, zela pelos cuidados necessários para a sadia convivência com a pessoa amada. E isso não faz do outro objeto de sua pertença. Por mais que amemos a pessoa ao nosso lado, não temos o direito de posse da sua liberdade.

Deus abençoe e purifique os nossos sentimentos.

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Devaneios


Devaneios


Eu me amo

Mas só me dano

Porque ainda te amo...

Eu me cuido

E num descuido

Eu te cuido

Eu me priorizo

Eu me regozijo

Eu me cauterizo

Não mais me firo

Só que ainda te prefiro

Mas, de repente, num só giro

Não mais te refiro

Como eu queria

Que o mundo parasse

Que a noite acabasse

Que o sonho cessasse

Antes que eu desabasse

POCEIRO

“Não existe doença, sim pessoas doentes”
“Vós sois Deuses”
POCEIRO

Desenhando os quatro cantos do inferno
Relembrando todas as cores do paraíso
Estão próximos os dias do inverno
Mesmo assim mantenho meu sorriso
Dos medos que pontuaram o meu espaço
O orgulho de da guerra Ter saído vivo
Hoje, aconchego-me em meus próprios braços
Pois das veias que neles correm, são o que mais preciso
A cólera envolta na própria covardia
O medo de Ter ido dormir no escuro
A coragem de matar um leão por dia
O êxtase de se pagar tudo com juros
Polemizei tudo em minha barata filosofia
Fiz escorrer o sangue que nem a mim pertencia
Joguei fora de mim mesmo todos os melhores dias
Mas não sabia que os melhores dias ainda viriam
Escondi-me dentro de possessões que nunca foram minhas
Banhei-me em lágrimas em um rio seco
Fiz-me morto, estando vivo
Fiz-me cego, enxergando ao longe, tão longe que era incapaz de ver a mim mesmo
Condoí-me de toda a minha dor, que nunca fora dor
Achei-me homem, brincando dentro de um berço
Rezei um terço
Mas recusara-me sempre a pagar meu próprio preço
Então fiz-me louco
E fui louco
Louco ao ponto de crer que era pouco tudo o que eu construi e destrui
Eu ri
Morria um pouco a cada dia, envergando-me dentro do meu medo
Medo de mim
Medo do que eu fui e era
Andei nas trilhas da morte procurando a vida na ascendência de uma hera
Percorri as esferas da dor enquanto cerrava meus próprios pulsos
Alimentava os fragmentos de minha alma com preces...
Preces mortas...
Paciente terminal de uma enfermidade que existia de fato...mas não de direito
Cruzei os recôncavos da dor sem Ter merecido
Morria sem nunca Ter nascido
Mirei minha própria testa por ódio à vida
Praguejei os malditos espermatozóides que me colocaram ao mundo
Culpei a Deus e a todo mundo
No calvário me crucifiquei sozinho
Em porões
Em prisões
Fiz da dor, que não me pertencia, minha opção de vida
Dei a ela o que ela não merecia
E o demônio do meio-dia, sequer fora capaz de me falar que renasceria um dia
Mas como Lázaro, sepultado há três dias
Vi-me a procura da vida por meio da morte
E na alucinada busca da morte
Encontrei a vida
E no retorno dessa sagaz viajem
Vi em mim mesmo a própria coragem
E o Deus longe e distante
Cintilava dentro de mim o resplendor de sua imagem.

Sérgio Ildefonso Abr/2004
· Citações de André Luiz por Chico Xavier
· Citações de Whilian Sheakeaspeare
· Citações de Alan Kardec
Copyright by Sérgio Ildefonso 2004 © Todos os Direitos Reservados
sergioildefonso@uol.com.br

QUE EU NÃO PERCA... QUE VCS NÃO PERCAM!


Que eu não perca o OTIMISMO, mesmo sabendo que o futuro que nos espera não é assim tão alegre.
Que eu não perca a VONTADE DE VIVER, mesmo sabendo que a vida é, em muitos momentos, dolorosa...
Que eu não perca a vontade de TER GRANDES AMIGOS, mesmo sabendo que, com as voltas do mundo, eles acabam indo embora de nossas vidas...
Que eu não perca a vontade de AJUDAR AS PESSOAS, mesmo sabendo que muitas delas são incapazes de ver, reconhecer e retribuir esta ajuda.
Que eu não perca o EQUILÍBRIO, mesmo sabendo que inúmeras forças querem que eu caia.
Que eu não perca a VONTADE DE AMAR, mesmo sabendo que a pessoa que eu mais amo, pode não sentir o mesmo sentimento por mim...
Que eu não perca a LUZ e o BRILHO NO OLHAR, mesmo sabendo que muitas coisas que verei no mundo escurecerão meus olhos...
Que eu não perca a GARRA, mesmo sabendo que a derrota e a perda são dois adversários extremamente perigosos.
Que eu não perca a RAZÃO, mesmo sabendo que as tentações da vida são inúmeras e deliciosas.
Que eu não perca o SENTIMENTO DE JUSTIÇA, mesmo sabendo que o prejudicado possa ser eu.
Que eu não perca o meu FORTE ABRAÇO, mesmo sabendo que um dia meus braços estarão fracos...
Que eu não perca a BELEZA E A ALEGRIA DE VER,mesmo sabendo que muitas lágrimas brotarão dos meus olhos e escorrerão por minha alma...
Que eu não perca o AMOR POR MINHA FAMÍLIA, mesmo sabendo que ela muitas vezes me exigiria esforços incríveis para manter a sua harmonia.
Que eu não perca a vontade de DOAR ESTE ENORME AMOR que existe em meu coração, mesmo sabendo que muitas vezes ele será submetido e até rejeitado.
Que eu não perca a vontade de SER GRANDE, mesmo sabendo que o mundo é pequeno...
E acima de tudo... Que eu jamais me esqueça que Deus me ama infinitamente, que um pequeno grão de alegria e esperança dentro de cada um de nós, é capaz de mudar e transformar qualquer coisa, pois.... A VIDA É CONSTRUÍDA NOS SONHOS E CONCRETIZADA NO AMOR!

Não percam-Larissa

EXTIRPARE

EXTIRPARE

Ensina-me... Oh Arquiteto das Estrelas...

Mostra-me como enxugar as lágrimas,

Como esvaziar as sarjetas,

Como nutrir os famintos...

Como estancar o renitente sangue que sorve da alma humana,

Guia-me... Oh Senhor dos Sonhos...

Pelos cantos de todos os desertos que existem no espírito,

E me fale de paz...

Entre os homens,

E dentro dos homens,

Doutrina-me no conhecimento e capacita-me para

Conformar-me com a morte,

A limpar os leprosos,

A entender os insanos,

E a semear o amor...

Leva-me... Oh Filho do Homem...

Aos covis,

Às prisões,

E às guilhotinas que ceifam os sonhos...

Para que eu plante esperanças,

E que de minha boca seja extirpado o veneno da morte,

A crueldade da crítica,

E a desgraça do orgulho...

Que de minha mente brote vida,

E que a vida não cesse,

Como cessam as forças,

E que a morte não consiga apagar a vida...

Nunca!

Sérgio Ildefonso 30.08.2008

Copyright by Sérgio Ildefonso 2008 @ Todos os Direitos Reservados

A MANEIRA DE VIVER


A maneira de viver


Há uma maneira apenas de viver:

É deixar a vida fluir!

Sempre ter lembranças guardadas,

abrir o futuro com sorriso largo,

apaixonar-se todas as manhãs,

ouvir muito e falar pouco,

ser uma única pessoa,

adotar a verdade como base de tudo,

amar a todos o máximo possível,

escolher uma boa trilha sonora para a vida,

cantar as coisas do coração,

ser educado com o mundo,

pedir licença a dor para seguir,

não aceitar o "não" como ponto final,

beber os melhores momentos com sede,

ver o sol, as estrelas e a lua,

pedir permissão para entrar na vida dos outros

e sempre se despedir no momento de sair;

chorar sempre que houver motivo,

viver uma grande paixão,

conhecer muita gente boa,

escolher a dedo os amigos,

amar sempre que possível.

A única maneira de viver é mediante o ser!

É deixar o ser fluir num fazer genuíno.

A vida foi feita especialmente para você!


Boa estada no Planeta Terra-Larissa

JARDINEIRA DE PALAVRAS: Amar... é ser feliz, na felicidade do outro!

JARDINEIRA DE PALAVRAS: Amar... é ser feliz, na felicidade do outro!

Amar... é ser feliz, na felicidade do outro!

por Marco Leite

Durante meus tempos de residência na Comunidade Terapêutica Fazenda Renascer eu tive muitas temáticas: passos, princípios, relação humildade X orgulho, entre outras. Quem persevera na busca do programa e permanece na Comunidade acaba repetindo algumas temáticas, o que é bom, pois tu realmente estudas o assunto em dois períodos diferentes da recuperação, e notas nitidamente como as coisas mudam durante a estada na Fazenda e também como o período lá vivido realmente transforma as pessoas.
Uma dessas temáticas me marcou muito e acredito que também a outros residentes. Nossa psicóloga, Terezinha Humann, nos questionou durante quase dois meses sobre o que seria o verdadeiro amor. Opiniões não faltaram, cada um com o seu entendimento do que realmente era amar. Passadas muitas reuniões ninguém conseguiu dar a resposta para a psicóloga.
Terezinha então lançou a questão que o verdadeiro amor, era o de total doação para fazer a pessoa amada ser feliz. Então amar era ser feliz na felicidade do outro. Para um adicto, isso caía como uma bomba. Nós não entendíamos como era ser feliz na felicidade do outro. E as perguntas foram muitas: e se a mulher amada me trair? Como posso ser infeliz se o outro estiver feliz e ainda assim o amar? Para uma mãe e um pai até pode dar certo, mas e comigo? Foram várias perguntas, esses são apenas alguns exemplos.
O debate era ótimo sobre como um adicto ia se despojar do seu EGOísmo? E simplesmente aceitar a felicidade do outro em prol da sua. Até hoje me pergunto como realmente é difícil essa "entrega" ao amor. Mas hoje procuro entender que, como o amor é dividido, a felicidade é para ambos os lados. De nada adianta amar e ser infeliz. Então é melhor deixar o outro ser feliz e partir para outra, entendendo que sem a recíproca não há o verdadeiro amor. Verdadeiro amor é valorizar-se, para o outro perceber que você o valoriza.
É simples, mas não é fácil. O ser humano é egoísta por si só, por muitas vezes só vê a felicidade em si e não olha o quanto está prejudicando os outros com essa atitude. Quase não temos mais tempo de pensar no nosso próximo, perdemos a inocência e nos tornamos secos. Lembro de minha infância, de como me preocupava com os outros, sem me cobrar se isso era certo ou não. Agora me preocupo com coisas banais cada vez que tenho que auxiliar alguém e arranjo desculpas para não fazê-lo.
O que Dona Terezinha sempre quis nos alertar é que amor é entrega, doar-se sem querer receber nada em troca, se não, não é amor! Eu confesso que tenho dificuldades com isso, ainda sou muito egoísta e fico cego algumas vezes. Mas uma coisa é certa, aprendi muito bem na Fazenda, e isso eu pratico ferrenhamente: tenho um verdadeiro amor à vida sem as drogas e me entrego totalmente a isso. O resto eu sigo aprendendo e talvez um dia eu chegue lá.

Amarás o Senhor teu Deus de todo o Coração, com toda a alma, com toda a mente.
Porém:
Amarás o teu próximo como a ti mesmo.
Mateus, 22 - 37,39

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

SEJA FELIZ!

Seja Feliz!

Desde pequeno ouvimos dos nossos pais, avós, tios e pessoas mais velhas tudo o que se refer a sermos bons amigos, bons profissionais, termos bom caráter, cumprirmos com nossos deveres, etc...
Quem já ouviu um SEJA FELIZ?
Tenho pesquisado com muitas pessoas e a resposta é sempre: " nunca ouvi isso dos meus pais, avós...."
Faço questão de, todos os dias, se possível, dizer aos meus filhos: SEJA FELIZ!
Não importa o que você faça ou pense disso ou daquilo, mas nunca contrarie sua natureza e, muito menos, sua consciência. Seja coerente com seu coração. SEJA FELIZ!
Demorei mais de 40 anos para descobrir que estou nesse mundo de passagem e que meu Pai Criador deseja que eu seja feliz. Todos os dias Ele me dá essa oportunidade. Nenhum pai coloca um filho no mundo para sofrer, quanto mais Ele.
Então, pessoal, tenho mais é que SER FELIZ e espero que todos que leiam esta mensagem, também possam refletir sobre SER FELIZ!
SEJAM FELIZAS!!!

terça-feira, 2 de setembro de 2008

O porque da letra " Flor de Lis " Djavan

O porque da letra 'Flor de Lis' de Djavan


As vezes ouvimos algo e não sabemos o por quê...
Quando descobrimos, percebemos que mesmo triste dá pra fazer poesia e quando sabemos cabe a nós, tentar interpretar!!!
Exemplo
Djavan teve uma mulher chamada Maria.
Os dois teriam uma filha que se chamaria Margarida, mas sua mulher teve um problema na hora do parto e ele teve que optar por ela ou por sua filha.
Perdeu as duas por obra do destino.
Agora é possível entender a letra da música, sobre o ponto de vista de Djavan para o mundo,transformando sua dor em arte.

Título : Flor de Lis
Valei-me, Deus!
É o fim do nosso amor
Perdoa, por favor
Eu sei que o erro aconteceu
Mas não sei o que fez
Tudo mudar de vez
Onde foi que eu errei?
Eu só sei que amei,
Que amei, que amei,
que amei
Será talvez
Que minha ilusão
Foi dar meu coração
Com toda forçaPra essa moça
Me fazer feliz
E o destino não quis
Me ver como raiz
De uma flor de lis
E foi assim que eu vi
Nosso amor na poeira,
Poeira
Morto na beleza fria de Maria
E o meu jardim da vida
Ressecou, morreu
Do pé que brotou
MariaNem
Margarida nasceu.
E o meu jardim da vida
Ressecou, morreu
Do pé que brotou
MariaNem Margarida nasceu.

Aproveite cada momento da sua vida ao máximo, passe o maior tempo possível com as pessoas que você ama , torne estes momentos inesquecíveis.
Aproveite a sua vida!
Problemas, esses todos temos, podem ter certeza!
A diferença é saber que um dia todos eles, mais cedo ou mais tarde, vão se resolver, e, provavelmente, daí surgirão outros.
Não podemos ficar esperando a ausência de problemas para sermos felizes!
'A vida não é medida pelo número de vezes que você respirou, mas pelos momentos em que você perdeu o fôlego... de tanto rir, de surpresa, de êxtase, de felicidade.'
Pare e Pense...
'Quando você tem que fazer uma escolha e você não faz,isto já é uma escolha.'

ASS: Edson Só Por hoje !!!

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

ESSE TAL DE MUNDO VIRTUAL-Larissa


ALMAS ENCANTADAS...

"Almas encantadas com o mundo virtual.
Um mundo de sonhos que a tecnologia nos traz...
Sentimentos vividos, emoções compartilhadas, tristezas superadas.
São amores, amizades, carinhos, beijos e abraços reais...

Através de uma máquina nós temos um pouco do que nos falta na realidade.
Mas isto aqui é real também...e não apenas virtual...
Aqui também nos expressamos: sorrimos, choramos, amamos...
Nos iludimos, nos decepcionamos, mas nunca nos enganamos...

Por que na vida real também sempre foi assim...
Repleta de desencontros e desenganos...
Porém, aqui sempre damos o melhor que nós temos: nossas emoções, nossa

vibração e nossos sentimentos.

Viemos em busca de carinho e encontramos amigos...
Aqui resolvemos nossas carências, nossa timidez, nossas falhas...
Um mundo de tecnologia que amplia sentimentos,
Que faz renascer poetas e reviver poesias...

Aqui as poesias parecem reais, e são...aqui elas tomam formas...
Letras e imagens que nos encantam e nos fazem sonhar...
Mensagens que nos divertem e nos informam.
Idéias trocadas, contatos mantidos com amigos queridos...

Aqui temos anjos, fadas, recados, retratos e canções.
Aprendemos e ensinamos. Navegamos e sonhamos.
Somos pessoas em busca de bons momentos em um mundo realmente virtual.
Somos almas encantadas com um mundo virtualmente real!"

SOL DE PRIMAVERA



"A LIÇÃO SABEMOS DE COR, SÓ NOS RESTA APRENDER" Beto Guedes

O INÍCIO

Tudo começou pelas idéias e confesso que demorou até chegar ao papel. Depois de alguns anos, os papéis ficaram amarelados e resolvi digitar tudo. Então percebi que era muita coisa, muitos sentimentos, muitas flores e muitos espinhos.O incentivo que dava à minha mãe para publicar um livro, passou ser o meu incentivo.Nos meus escritos, por assim dizer, tem um pouco de tudo, um pouco da vida, falo da natureza, das coisas simples, sofisticadas, de mim, de alegrias, triztezas, decepções, drogas e vontade de ver pessoas cada vez melhores a fim de construir , ou reconstruir esse mundo para legá-lo a gerações futuras.Sou jurista e não advogada. Não advogo porque não é minha vocação. Adoro ler e estudar, por isso migrei para a área científica do Direito.A minha verdadeira vocação é ARTES. De todo tipo: Dança, teatro, Artes plásticas, música, fotografias!Sou do tipo de tem ALMA DE ARTISTA. Sou cheia de ideais e esse fato muitas vezes me leva à profundas decepções, mas também tem suas recompensas. Então fico com as recompensas!Tenho um propósito bem latente hoje: O COMBATE ÁS DROGAS. A Droga é um Câncer e não prejudica e mata só quem a utliliza, destrói também a família.Poesia, hoje para mim, é um modo de vida. Uma maneira que encontrei para descarregar sentimentos oprimidos. Então escrevo muito. Tenho poesias mirabolantes até as mais singelas.MÚSICA: ahhhh, a música, o que seria do ser humano sem uma melodia. Apesar de já ter feito piano, violão e flauta, não toco, mas gosto de ouvir as mais variadas canções e os mais variados artistas. Comecei a valorizar também a música sem rótulos. Sim. Aquele que seu vizinho compôs e você acha bonita, aquela que você compôs e gostaria de gravar. Eu, por exemplo tenho várias letras de músicas, só falta a melodia-por pouco tempo!O verbo desse blog é FAZER!Já deixei de ficar de braços cruzados a muito tempo. Sempre fiz. No meu tempo...mas sempre fiz!Consigo hoje, pensar 10 vezes antes de falar, pois posso magoar alguém ou minha fala pode ser fruto de uma mentira ou fofoca, então procuro cultivar a fala amorosa e deixar de lado a fala imprópria e inadequada.Por muitos anos analisei a palavra PERDÃO; e sinceramente acho muito difícil perdoar. Então arranjei uma saída: NÃO ME OFENDER! Dessa forma não preciso perdoar, porque não fui ofendida.Gosto muito de ler e estudar filosofia e ultimamente estou estudando doutrinas e religiões orientais.Apesar de não parecer, eu tenho uma tremenda habilidade para falar em público, principalmente com a platéia cheia. Quanto mais gente melhor.A DANÇA: é minha asa. Dançando consigo voar, plainar...Gosto de danças nas suas diversas formas, só não me convide pra dançar Funk.ARTES PLÁSTICAS: a pintura , seja ela qual for é o nosso retrato do dia. Gosto muito de pintar. Me relaxa e eu viajo nas cores. Gosto de Monet, Picasso e Portinari. Acho Da Vinci incrível, mas não faz meu estilo. Bem, adoro artistas desconhecidos, aliás são os que eu mais gosto.Quando a gente cresce, percebe que ser uma constante na vida é praticamente impossível. Nós somos seres de "altos e baixos", principalmente nos dias de hoje, onde as doenças mentais cresceram absurdamente. As pessoas hoje são tão preocupadas, correm de um lado para outro, as crianças sofrem de hiperatividade, ninguém tem gentileza no trânsito, ninguém tem mais paciencia.O mundo precisa urgente de uma palavrinha mágica chamada TOLERÂNCIA! A TOLERÂNCIA no meu ponto de vista, é a bola da vez desse século. E quando digo tolerância falo de sentido amplo. Tolerancia no trânsito, no trabalho, dentro de casa, ao telefone, com amigos, com estranhos, com a natureza, com o planeta, com VOCÊ! Sim. Temos que ser tolerantes com nós mesmos também. Se eu não consigo ser tolerante e amável comigo mesma, como conseguirei ser com quem está ao meu lado?É isso, aos poucos todos que entrarem ou participarem desse blog irão me conhecer um pouquinho melhor e o mais importante, se esforçarão para ser pessoas melhores.COMO NÃO POSSO MUDAR O MUNDO, VOU COMECAR PELAS PESSOAS!Larissa

Loading...