quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Chegou o Verão


Verão também é sinônimo de pouca roupa e muito chifre, pouca cintura e muita gordura, pouco trabalho e muita micose.
Verão é picolé de Kisuco no palito reciclado, é milho cozido na água da torneira, é coco verde aberto pra comer a gosminha branca.
Verão é prisão de ventre de uma semana e pé inchado que não entra no tênis.
Mas o principal ponto do verão é.....a praia!
Ah, como é bela a praia.
Os cachorros fazem cocô e as crianças pegam pra fazer coleção.
Os casais jogam frescobol e acertam a bolinha na cabeça das véias.
Os jovens de jet ski atropelam os surfistas, que por sua vez, miram a prancha pra abrir a cabeça dos banhistas..
O melhor programa pra quem vai à praia é chegar bem cedo, antes do sorveteiro, quando o sol ainda está fraco e as famílias estão chegando.
Muito bonito ver aquelas pessoas carregando vinte cadeiras, três geladeiras de isopor, cinco guarda-sóis, raquete, frango, farofa, toalha, bola, balde, chapéu e prancha, acreditando que estão de férias.
Em menos de cinqüenta minutos, todos já estão instalados, besuntados e prontos pra enterrar a avó na areia.
E as crianças? Ah, que gracinhas!
Os bebês chorando de desidratação, as crianças pequenas se socando por uma conchinha do mar, os adolescentes ouvindo walkman enquanto dormem.
As mulheres também têm muita diversão na praia, como buscar o filho afogado e caminhar vinte quilômetros pra encontrar o outro pé do chinelo.
Já os homens ficam com as tarefas mais chatas, como perfurar o poço pra fincar o cabo do guarda-sol.
É mais fácil achar petróleo do que conseguir fazer o guarda-sol ficar em pé.
Mas tudo isso não conta, diante da alegria, da felicidade, da maravilha que é entrar no mar!
Aquela água tão cristalina, que dá pra ver os cardumes de latinha de cerveja no fundo.
Aquela sensação de boiar na salmoura como um pepino em conserva.
Depois de um belo banho de mar, com o rego cheio de sal e a periquita cheia de areia, vem aquela vontade de fritar na chapa.
A gente abre a esteira velha, com o cheiro de velório de bode, bota o chapéu, os óculos escuros e puxa um ronco bacaninha.
Isso é paz, isso é amor, isso é o absurdo do calor!!!!!
Mas, claro, tudo tem seu lado bom.
E à noite o sol vai embora.
Todo mundo volta pra casa tostado e vermelho como mortadela, toma banho e deixa o sabonete cheio de areia pro próximo.
O xampu acaba e a gente acaba lavando a cabeça com qualquer coisa, desde creme de barbear até desinfetante de privada.
As toalhas, com aquele cheirinho de mofo que só a casa da praia oferece.
Aí, uma bela macarronada pra entupir o bucho e uma dormidinha na rede pra adquirir um bom torcicolo e ralar as costas queimadas.
Todo mundo vai dormir bêbado e emburrado, babando na fronha e torcendo, pra que na manhã seguinte, faça aquele sol e todo mundo possa se encontrar no mesmo inferno tropical.
Qualquer semelhança com a vida real, é uma mera coincidência.

Luís Fernando Veríssimo

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Soneto Livre à Fuga Assitida




Se um dia eu voltar a me perder
Que seja com você
Se um dia eu vier a envelhecer
Que seja com você

Num fugir insuportável
Não pude retornar
Em busca do intocável
Estraguei meu amar

Resta voltar para seus braços
Me despindo do que não quero ter
Arrependido de confusões e embaraços

Mas não é que enquanto estava fugindo
Olhando na trilha de meu enlouquecer
Vi suas pegadas me seguindo 

Decimar Biagini
http://decimarbiagini.blogspot.com

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Soneto Livre ao Ciúme




Peço todos os dias para que perca minha malícia, minha fraqueza
Não quero me defender dessa forma torpe e primitiva
O ciúme nada mais é do que a insegurança frente à estranheza
Pois não quero ser lembrado como um ser que só te priva

Torço para que um raio de luz me cure da cegueira
Que possa relaxar e apreciar o inesperado
Sem sufocar-te causando-te angústia e canseira
Espero ao final desse soneto já ter superado

Como num desabafo de quem não se conhece
Revelando-se em cada palavra derramada
Pois quem apanha da vida jamais esquece

Depois de uma sofrível etapa superada
Deixarei meu primitivo que nessa hora padece
Pois o amor na insegurança não vale nada

Decimar Biagini
www.youtube.com/dbiagini
http://decimarbiagini.bogspot.com

sábado, 8 de novembro de 2008

Fechando um ciclo e derrotando a discriminação

Por Marco Leite


Pois Barack Obama ganhou a eleição nos Estados Unidos.
Ele, um mulato filho de um negro com uma branca, teria tudo, mas tudo mesmo, para se tornar um excluído social. A baixa aceitação da sociedade americana foi vencida pela tenacidade de Obama em tornar o mundo melhor, falei o mundo sim, pois Barack já era um cidadão do mundo antes de ser o candidato à presidência da maior potência do planeta.
Pois Barack chegou e venceu!!!
Ele quebrou todas as rejeições e mostrou capacidade de superação inigualável. Começou com o trabalho comunitário e chegou a senador e, hoje, a presidente.
Essa é uma vitória que para mim vem mostrar que vencer dificuldades está na capacidade de cada um que deseja uma vida melhor para si e para os outros. Tenho visto em minha caminhada de recuperação muitos ‘Obamas’ - pessoas discriminadas como marginais porque um dia usaram drogas e álcool -, e que vencem e voltam ao convívio de uma sociedade hipócrita que os “aceita”, mas não acredita que seja possível uma transformação pessoal.
Para Obama chegar ao poder nos EUA, ele derrubou mitos como Hilary Clinton e o republicano John McCain, que insistiam em dizer que um negro não teria condições da chegar à Casa Branca. Não foi assim que o povo americano entendeu. Se vai dar certo ou não, não posso prever, mas torço para que sim.
Obama é o maior exemplo do que se diz nas comunidades terapêuticas, “tenho que matar um leão a cada dia”. Confesso que para mim não tem sido difícil viver em recuperação, pois não cheguei a causar estragos que fizessem que a sociedade me discriminasse. Mas vejo muitos companheiros saírem e não suportarem a rejeição social e voltarem ao uso. Realmente não é legal a pessoa ser vista com um marginal, por esse tipo de erro cometido no passado. Todos que completam o programa dos Doze Passos saem de uma comunidade diferentes e com outro entendimento da vida, mas a sociedade não sabe e não quer entender isso. O defeito de caráter está em todos, quer tenham usado droga ou não. E a sociedade é cheia de ‘juízes’ que se sentem no direito de julgar e condenar o dependente, sem se importar em saber o que foi que o levou ao uso abusivo da substância. Mas, Obama nos mostra que um ciclo está se fechando e que realmente um mundo melhor pode vir e servir para todos.
A garra de Obama é igual a de muito guerreiros que passaram dez meses em uma comunidade. Ele venceu e mostra para todos nós que é possível vencer a discriminação social e lutar contra a hipocrisia.
Só por hoje, um negro me mostra que não posso frequejar em minha recuperação, pois o país mais racista do mundo se dobrou a um lutador e vem me dizer que posso realmente viver em liberdade sem me entregar nas derrotas que a vida ou a sociedade podem me apresentar. Assim como Obama, eu e meus companheiros somos vencedores, pois tivemos a coragem de nos enfrentar e realmente lutar para nos tornarmos pessoas melhores.
Eu só tenho que ficar admirado com esse acontecimento americano e a possibilidade de início do término de um ciclo discriminatório.
Obama é o sopro da esperança, na qual se pode viver feliz e sem preconceitos.
Viva a liberdade (o sonho americano) e a dádiva de Deus! Que façamos escolhas corretas, como fez o primeiro presidente afrodescendente ao acreditar que é possível.
Obrigado, a meus familiares e amigos, que me ensinam todos os dias que a vida é feita de possibilidades e que a felicidade depende de minha luta e de escolhas certas ou erradas.

Em tempo: o histórico de Obama fala que ele também enfrentou problemas com o álcool e as drogas.

* Um alcoólico cruzado em recuperação
Ex-residente da Comunidade Terapêutica Fazenda Renascer

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

" Jardim Das Borboletas"

Com o tempo vc vai percebendo que para ser feliz com outra pessoa,
vc precisa em primeiro lugar, não precisar dela.

Percebe também que aquela pessoa que vc amou ,acha que ama,
e que não quer nada com vc, definitivamente, não é a pessoa da sua vida .

Vc aprende a gostar de vc, a cuidar de vc e, principalmente,
a gostar de quem também gosta de vc.

O segredo é não correr atrás das borboletas...
é cuidar do Jardim para que elas venham até vc.

No final das contas, vc vai achar, não quem vc estava procurando,
mas quem estava procurando vc...!!!

Ass: Edson

Bons Momentos !!!

domingo, 28 de setembro de 2008

Quando me amei de verdade,
compreendi que em qualquer circunstância,
eu estava no lugar certo,
na hora certa, no momento exato.
E então, pude relaxar.

Hoje sei que isso tem nome...Auto-estima.

Quando me amei de verdade,
pude perceber que minha angústia,
meu sofrimento emocional,
não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades.

Hoje sei que isso é...Autenticidade.

Quando me amei de verdade,
parei de desejar que a minha vida fosse diferente
e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento.

Hoje chamo isso de... Amadurecimento.

Quando me amei de verdade,
comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo,
mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada,
inclusive eu mesmo.

Hoje sei que o nome disso é... Respeito.

Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável...
Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo.
De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo.

Hoje sei que se chama... Amor-próprio.

Quando me amei de verdade,
deixei de temer o meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos,
abandonei os projetos megalômanos de futuro.
Hoje faço o que acho certo, o que gosto,
quando quero e no meu próprio ritmo.

Hoje sei que isso é... Simplicidade.

Quando me amei de verdade,
desisti de querer sempre ter razão e,
com isso, errei menos vezes.

Hoje descobri a... Humildade.

Quando me amei de verdade,
desisti de ficar revivendo o passado e de preocupar com o futuro.
Agora, me mantenho no presente,
que é onde a vida acontece.
Hoje vivo um dia de cada vez.

Isso é... Plenitude.

Quando me amei de verdade,
percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar.
Mas quando a coloco a serviço do meu coração,
ela se torna uma grande e valiosa aliada.

Tudo isso é... Saber viver !!! Só por Hoje !!!

Ass : Edson

Bons momentos !!!
Eu sou eu... Você é você...

"... Não me deêm fórmulas certas,
porque eu não espero acertar sempre...
Não me mostre o que esperam de mim,
porque vou seguir meu coração SEMPRE...
Não me façam ser o que não sou...
Não me convidem a ser igual,
porque sinceramente sou diferente...
Não sei amar pela metade...
Não sei viver de mentira...
Não sei voar com os pés no chão...
Sou sempre o mesmo...
Mas com certeza não serei o mesmo sempre...!!!
""Todo Obstáculo Contém Uma Oportunidade
Para Melhorarmos Nossa Condição""
Um dia o amor virou-se para a amizade e disse
Para que existe tu se ja existo eu ?
A amizade respondeu:
Para repor um sorriso
onde tu deixaste uma lagrima..."

Ass: Edson

Bons Momentos !!!

Passaros Engaiolados

Somos donos de nossos αtos,
não somos donos de nossos sentimentos.
Somos culpαdos pelo oque fαzemos,
Mαs não somos culpαdos pelo oque sentimos.
Podemos prometer αtos,
mαs não podemos prometer sentimentos!
Atos são pαssαros engαiolαdos,
sentimentos são pαssαros em vôo.!

Ass: Edson

Bons Momentos !!!

sexta-feira, 26 de setembro de 2008


AMIGOS


"Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila.

Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante.

A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos.

Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo.

Deles não quero resposta, quero meu avesso.

Que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim.

Para isso,só sendo louco.

Quero os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças.

Escolho meus amigos pela cara lavada e pela alma exposta.

Não quero só o ombro ou o colo, quero também sua maior alegria.

Amigo que não ri junto não sabe sofrer junto.

Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade.

Não quero risos previsíveis nem choros piedosos.

Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça.

Não quero amigos adultos nem chatos.

Quero-os metade infância e outra metade velhice!

Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto; e velhos, para que nuncatenham pressa.

Tenho amigos para saber quem eu sou. Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que ´normalidade´ é uma ilusão imbecil e estéril."

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

JARDINEIRA DE PALAVRAS: CIÚMES

JARDINEIRA DE PALAVRAS: CIÚMES

CIÚMES


Algumas vezes, sem que possamos perceber, cresce no nosso interior, a partir de um ressentimento ou de uma suposta rivalidade, o sentimento de ciúme. Isto oprime a harmonia e a saúde de nossos relacionamentos.

O ciúme é um sentimento que nos faz sentir incomodados com certas situações que anteriormente eram insignificantes, como, por exemplo, a atenção de um namorado para com a namorada, a beleza de uma amizade, o cuidado de um pai para com um filho, o sucesso profissional de um colega ou o reconhecimento de suas habilidades em determinada função, etc.

Uma insatisfação, aparentemente sem motivos, toma conta da pessoa que acredita, ainda que não seja verdade, estar perdendo a atenção e o carinho. Supõe não ter as mesmas chances que seu irmão, parente ou colega.

Quando o ciúme toca os relacionamentos, qualquer coisa poderá ser motivo para alimentar um espírito de competição e de disputa. Com isso, a pessoa que era dócil, compreensiva e companheira, torna-se áspera, agressiva nas respostas e pouco solícita. Isto, certamente poderá destruir uma convivência que anteriormente era saudável. Entretanto, se questionada, essa pessoa prontamente justificará seu comportamento com outras respostas. Dificilmente admitirá sentimento de ciúme.

Ao alcance dos tentáculos do sentimento de ciúme poderá estar nossas famílias.
Este “micróbio” tentará se instalar, contaminar e matar a amizade que deveria ser eterna entre os parentes. Não é difícil se notar a disputa discreta ou as provocações sem sentido entre os irmãos por coisas sem importância.
Penso que tal sentimento poderá surgir quando a pessoa envolvida por um medo equivocado, acredita ser menos amada, não ter a mesma preferência de antes ou suspeita da possibilidade de ser privada daquilo que valoriza profundamente.

Algumas situações poderão se tornar mais crônicas quando, em meio a todas as supostas verdades, se encontra a desconfiança da honestidade de quem amamos. Trabalhando em nossa imaginação, o ciúme nos faz criar situações que não existem; deduzimos coisas que vemos apenas nos filmes da nossa mente.

Infelizmente, por essas atitudes, estará instalada em nossos relacionamentos a grande sombra da inquietação, potencializada pela insegurança que insistirá em assombrar a nossa paz de espírito.
Outras pessoas, mergulhadas em suas equivocadas convicções ou tomadas pelo pavor de experimentar o suposto abandono, chegam ao limite de privar a quem se ama do direito da vida.

O amor verdadeiro traz a cumplicidade e o compromisso pela felicidade mútua.
Ainda que possamos sentir, em alguns momentos, uma pequena dose de ciúmes, é necessário aprender a lidar com as nossas inseguranças. À medida que vamos conquistando a autoconfiança, o respeito pelo espaço do outro, estaremos também cultivando a saúde dos nossos relacionamentos.

Todo aquele que se dispõe a amar e a viver um bom relacionamento, zela pelos cuidados necessários para a sadia convivência com a pessoa amada. E isso não faz do outro objeto de sua pertença. Por mais que amemos a pessoa ao nosso lado, não temos o direito de posse da sua liberdade.

Deus abençoe e purifique os nossos sentimentos.

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Devaneios


Devaneios


Eu me amo

Mas só me dano

Porque ainda te amo...

Eu me cuido

E num descuido

Eu te cuido

Eu me priorizo

Eu me regozijo

Eu me cauterizo

Não mais me firo

Só que ainda te prefiro

Mas, de repente, num só giro

Não mais te refiro

Como eu queria

Que o mundo parasse

Que a noite acabasse

Que o sonho cessasse

Antes que eu desabasse

POCEIRO

“Não existe doença, sim pessoas doentes”
“Vós sois Deuses”
POCEIRO

Desenhando os quatro cantos do inferno
Relembrando todas as cores do paraíso
Estão próximos os dias do inverno
Mesmo assim mantenho meu sorriso
Dos medos que pontuaram o meu espaço
O orgulho de da guerra Ter saído vivo
Hoje, aconchego-me em meus próprios braços
Pois das veias que neles correm, são o que mais preciso
A cólera envolta na própria covardia
O medo de Ter ido dormir no escuro
A coragem de matar um leão por dia
O êxtase de se pagar tudo com juros
Polemizei tudo em minha barata filosofia
Fiz escorrer o sangue que nem a mim pertencia
Joguei fora de mim mesmo todos os melhores dias
Mas não sabia que os melhores dias ainda viriam
Escondi-me dentro de possessões que nunca foram minhas
Banhei-me em lágrimas em um rio seco
Fiz-me morto, estando vivo
Fiz-me cego, enxergando ao longe, tão longe que era incapaz de ver a mim mesmo
Condoí-me de toda a minha dor, que nunca fora dor
Achei-me homem, brincando dentro de um berço
Rezei um terço
Mas recusara-me sempre a pagar meu próprio preço
Então fiz-me louco
E fui louco
Louco ao ponto de crer que era pouco tudo o que eu construi e destrui
Eu ri
Morria um pouco a cada dia, envergando-me dentro do meu medo
Medo de mim
Medo do que eu fui e era
Andei nas trilhas da morte procurando a vida na ascendência de uma hera
Percorri as esferas da dor enquanto cerrava meus próprios pulsos
Alimentava os fragmentos de minha alma com preces...
Preces mortas...
Paciente terminal de uma enfermidade que existia de fato...mas não de direito
Cruzei os recôncavos da dor sem Ter merecido
Morria sem nunca Ter nascido
Mirei minha própria testa por ódio à vida
Praguejei os malditos espermatozóides que me colocaram ao mundo
Culpei a Deus e a todo mundo
No calvário me crucifiquei sozinho
Em porões
Em prisões
Fiz da dor, que não me pertencia, minha opção de vida
Dei a ela o que ela não merecia
E o demônio do meio-dia, sequer fora capaz de me falar que renasceria um dia
Mas como Lázaro, sepultado há três dias
Vi-me a procura da vida por meio da morte
E na alucinada busca da morte
Encontrei a vida
E no retorno dessa sagaz viajem
Vi em mim mesmo a própria coragem
E o Deus longe e distante
Cintilava dentro de mim o resplendor de sua imagem.

Sérgio Ildefonso Abr/2004
· Citações de André Luiz por Chico Xavier
· Citações de Whilian Sheakeaspeare
· Citações de Alan Kardec
Copyright by Sérgio Ildefonso 2004 © Todos os Direitos Reservados
sergioildefonso@uol.com.br

QUE EU NÃO PERCA... QUE VCS NÃO PERCAM!


Que eu não perca o OTIMISMO, mesmo sabendo que o futuro que nos espera não é assim tão alegre.
Que eu não perca a VONTADE DE VIVER, mesmo sabendo que a vida é, em muitos momentos, dolorosa...
Que eu não perca a vontade de TER GRANDES AMIGOS, mesmo sabendo que, com as voltas do mundo, eles acabam indo embora de nossas vidas...
Que eu não perca a vontade de AJUDAR AS PESSOAS, mesmo sabendo que muitas delas são incapazes de ver, reconhecer e retribuir esta ajuda.
Que eu não perca o EQUILÍBRIO, mesmo sabendo que inúmeras forças querem que eu caia.
Que eu não perca a VONTADE DE AMAR, mesmo sabendo que a pessoa que eu mais amo, pode não sentir o mesmo sentimento por mim...
Que eu não perca a LUZ e o BRILHO NO OLHAR, mesmo sabendo que muitas coisas que verei no mundo escurecerão meus olhos...
Que eu não perca a GARRA, mesmo sabendo que a derrota e a perda são dois adversários extremamente perigosos.
Que eu não perca a RAZÃO, mesmo sabendo que as tentações da vida são inúmeras e deliciosas.
Que eu não perca o SENTIMENTO DE JUSTIÇA, mesmo sabendo que o prejudicado possa ser eu.
Que eu não perca o meu FORTE ABRAÇO, mesmo sabendo que um dia meus braços estarão fracos...
Que eu não perca a BELEZA E A ALEGRIA DE VER,mesmo sabendo que muitas lágrimas brotarão dos meus olhos e escorrerão por minha alma...
Que eu não perca o AMOR POR MINHA FAMÍLIA, mesmo sabendo que ela muitas vezes me exigiria esforços incríveis para manter a sua harmonia.
Que eu não perca a vontade de DOAR ESTE ENORME AMOR que existe em meu coração, mesmo sabendo que muitas vezes ele será submetido e até rejeitado.
Que eu não perca a vontade de SER GRANDE, mesmo sabendo que o mundo é pequeno...
E acima de tudo... Que eu jamais me esqueça que Deus me ama infinitamente, que um pequeno grão de alegria e esperança dentro de cada um de nós, é capaz de mudar e transformar qualquer coisa, pois.... A VIDA É CONSTRUÍDA NOS SONHOS E CONCRETIZADA NO AMOR!

Não percam-Larissa

EXTIRPARE

EXTIRPARE

Ensina-me... Oh Arquiteto das Estrelas...

Mostra-me como enxugar as lágrimas,

Como esvaziar as sarjetas,

Como nutrir os famintos...

Como estancar o renitente sangue que sorve da alma humana,

Guia-me... Oh Senhor dos Sonhos...

Pelos cantos de todos os desertos que existem no espírito,

E me fale de paz...

Entre os homens,

E dentro dos homens,

Doutrina-me no conhecimento e capacita-me para

Conformar-me com a morte,

A limpar os leprosos,

A entender os insanos,

E a semear o amor...

Leva-me... Oh Filho do Homem...

Aos covis,

Às prisões,

E às guilhotinas que ceifam os sonhos...

Para que eu plante esperanças,

E que de minha boca seja extirpado o veneno da morte,

A crueldade da crítica,

E a desgraça do orgulho...

Que de minha mente brote vida,

E que a vida não cesse,

Como cessam as forças,

E que a morte não consiga apagar a vida...

Nunca!

Sérgio Ildefonso 30.08.2008

Copyright by Sérgio Ildefonso 2008 @ Todos os Direitos Reservados

A MANEIRA DE VIVER


A maneira de viver


Há uma maneira apenas de viver:

É deixar a vida fluir!

Sempre ter lembranças guardadas,

abrir o futuro com sorriso largo,

apaixonar-se todas as manhãs,

ouvir muito e falar pouco,

ser uma única pessoa,

adotar a verdade como base de tudo,

amar a todos o máximo possível,

escolher uma boa trilha sonora para a vida,

cantar as coisas do coração,

ser educado com o mundo,

pedir licença a dor para seguir,

não aceitar o "não" como ponto final,

beber os melhores momentos com sede,

ver o sol, as estrelas e a lua,

pedir permissão para entrar na vida dos outros

e sempre se despedir no momento de sair;

chorar sempre que houver motivo,

viver uma grande paixão,

conhecer muita gente boa,

escolher a dedo os amigos,

amar sempre que possível.

A única maneira de viver é mediante o ser!

É deixar o ser fluir num fazer genuíno.

A vida foi feita especialmente para você!


Boa estada no Planeta Terra-Larissa

JARDINEIRA DE PALAVRAS: Amar... é ser feliz, na felicidade do outro!

JARDINEIRA DE PALAVRAS: Amar... é ser feliz, na felicidade do outro!

Amar... é ser feliz, na felicidade do outro!

por Marco Leite

Durante meus tempos de residência na Comunidade Terapêutica Fazenda Renascer eu tive muitas temáticas: passos, princípios, relação humildade X orgulho, entre outras. Quem persevera na busca do programa e permanece na Comunidade acaba repetindo algumas temáticas, o que é bom, pois tu realmente estudas o assunto em dois períodos diferentes da recuperação, e notas nitidamente como as coisas mudam durante a estada na Fazenda e também como o período lá vivido realmente transforma as pessoas.
Uma dessas temáticas me marcou muito e acredito que também a outros residentes. Nossa psicóloga, Terezinha Humann, nos questionou durante quase dois meses sobre o que seria o verdadeiro amor. Opiniões não faltaram, cada um com o seu entendimento do que realmente era amar. Passadas muitas reuniões ninguém conseguiu dar a resposta para a psicóloga.
Terezinha então lançou a questão que o verdadeiro amor, era o de total doação para fazer a pessoa amada ser feliz. Então amar era ser feliz na felicidade do outro. Para um adicto, isso caía como uma bomba. Nós não entendíamos como era ser feliz na felicidade do outro. E as perguntas foram muitas: e se a mulher amada me trair? Como posso ser infeliz se o outro estiver feliz e ainda assim o amar? Para uma mãe e um pai até pode dar certo, mas e comigo? Foram várias perguntas, esses são apenas alguns exemplos.
O debate era ótimo sobre como um adicto ia se despojar do seu EGOísmo? E simplesmente aceitar a felicidade do outro em prol da sua. Até hoje me pergunto como realmente é difícil essa "entrega" ao amor. Mas hoje procuro entender que, como o amor é dividido, a felicidade é para ambos os lados. De nada adianta amar e ser infeliz. Então é melhor deixar o outro ser feliz e partir para outra, entendendo que sem a recíproca não há o verdadeiro amor. Verdadeiro amor é valorizar-se, para o outro perceber que você o valoriza.
É simples, mas não é fácil. O ser humano é egoísta por si só, por muitas vezes só vê a felicidade em si e não olha o quanto está prejudicando os outros com essa atitude. Quase não temos mais tempo de pensar no nosso próximo, perdemos a inocência e nos tornamos secos. Lembro de minha infância, de como me preocupava com os outros, sem me cobrar se isso era certo ou não. Agora me preocupo com coisas banais cada vez que tenho que auxiliar alguém e arranjo desculpas para não fazê-lo.
O que Dona Terezinha sempre quis nos alertar é que amor é entrega, doar-se sem querer receber nada em troca, se não, não é amor! Eu confesso que tenho dificuldades com isso, ainda sou muito egoísta e fico cego algumas vezes. Mas uma coisa é certa, aprendi muito bem na Fazenda, e isso eu pratico ferrenhamente: tenho um verdadeiro amor à vida sem as drogas e me entrego totalmente a isso. O resto eu sigo aprendendo e talvez um dia eu chegue lá.

Amarás o Senhor teu Deus de todo o Coração, com toda a alma, com toda a mente.
Porém:
Amarás o teu próximo como a ti mesmo.
Mateus, 22 - 37,39

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

SEJA FELIZ!

Seja Feliz!

Desde pequeno ouvimos dos nossos pais, avós, tios e pessoas mais velhas tudo o que se refer a sermos bons amigos, bons profissionais, termos bom caráter, cumprirmos com nossos deveres, etc...
Quem já ouviu um SEJA FELIZ?
Tenho pesquisado com muitas pessoas e a resposta é sempre: " nunca ouvi isso dos meus pais, avós...."
Faço questão de, todos os dias, se possível, dizer aos meus filhos: SEJA FELIZ!
Não importa o que você faça ou pense disso ou daquilo, mas nunca contrarie sua natureza e, muito menos, sua consciência. Seja coerente com seu coração. SEJA FELIZ!
Demorei mais de 40 anos para descobrir que estou nesse mundo de passagem e que meu Pai Criador deseja que eu seja feliz. Todos os dias Ele me dá essa oportunidade. Nenhum pai coloca um filho no mundo para sofrer, quanto mais Ele.
Então, pessoal, tenho mais é que SER FELIZ e espero que todos que leiam esta mensagem, também possam refletir sobre SER FELIZ!
SEJAM FELIZAS!!!

terça-feira, 2 de setembro de 2008

O porque da letra " Flor de Lis " Djavan

O porque da letra 'Flor de Lis' de Djavan


As vezes ouvimos algo e não sabemos o por quê...
Quando descobrimos, percebemos que mesmo triste dá pra fazer poesia e quando sabemos cabe a nós, tentar interpretar!!!
Exemplo
Djavan teve uma mulher chamada Maria.
Os dois teriam uma filha que se chamaria Margarida, mas sua mulher teve um problema na hora do parto e ele teve que optar por ela ou por sua filha.
Perdeu as duas por obra do destino.
Agora é possível entender a letra da música, sobre o ponto de vista de Djavan para o mundo,transformando sua dor em arte.

Título : Flor de Lis
Valei-me, Deus!
É o fim do nosso amor
Perdoa, por favor
Eu sei que o erro aconteceu
Mas não sei o que fez
Tudo mudar de vez
Onde foi que eu errei?
Eu só sei que amei,
Que amei, que amei,
que amei
Será talvez
Que minha ilusão
Foi dar meu coração
Com toda forçaPra essa moça
Me fazer feliz
E o destino não quis
Me ver como raiz
De uma flor de lis
E foi assim que eu vi
Nosso amor na poeira,
Poeira
Morto na beleza fria de Maria
E o meu jardim da vida
Ressecou, morreu
Do pé que brotou
MariaNem
Margarida nasceu.
E o meu jardim da vida
Ressecou, morreu
Do pé que brotou
MariaNem Margarida nasceu.

Aproveite cada momento da sua vida ao máximo, passe o maior tempo possível com as pessoas que você ama , torne estes momentos inesquecíveis.
Aproveite a sua vida!
Problemas, esses todos temos, podem ter certeza!
A diferença é saber que um dia todos eles, mais cedo ou mais tarde, vão se resolver, e, provavelmente, daí surgirão outros.
Não podemos ficar esperando a ausência de problemas para sermos felizes!
'A vida não é medida pelo número de vezes que você respirou, mas pelos momentos em que você perdeu o fôlego... de tanto rir, de surpresa, de êxtase, de felicidade.'
Pare e Pense...
'Quando você tem que fazer uma escolha e você não faz,isto já é uma escolha.'

ASS: Edson Só Por hoje !!!

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

ESSE TAL DE MUNDO VIRTUAL-Larissa


ALMAS ENCANTADAS...

"Almas encantadas com o mundo virtual.
Um mundo de sonhos que a tecnologia nos traz...
Sentimentos vividos, emoções compartilhadas, tristezas superadas.
São amores, amizades, carinhos, beijos e abraços reais...

Através de uma máquina nós temos um pouco do que nos falta na realidade.
Mas isto aqui é real também...e não apenas virtual...
Aqui também nos expressamos: sorrimos, choramos, amamos...
Nos iludimos, nos decepcionamos, mas nunca nos enganamos...

Por que na vida real também sempre foi assim...
Repleta de desencontros e desenganos...
Porém, aqui sempre damos o melhor que nós temos: nossas emoções, nossa

vibração e nossos sentimentos.

Viemos em busca de carinho e encontramos amigos...
Aqui resolvemos nossas carências, nossa timidez, nossas falhas...
Um mundo de tecnologia que amplia sentimentos,
Que faz renascer poetas e reviver poesias...

Aqui as poesias parecem reais, e são...aqui elas tomam formas...
Letras e imagens que nos encantam e nos fazem sonhar...
Mensagens que nos divertem e nos informam.
Idéias trocadas, contatos mantidos com amigos queridos...

Aqui temos anjos, fadas, recados, retratos e canções.
Aprendemos e ensinamos. Navegamos e sonhamos.
Somos pessoas em busca de bons momentos em um mundo realmente virtual.
Somos almas encantadas com um mundo virtualmente real!"

SOL DE PRIMAVERA



"A LIÇÃO SABEMOS DE COR, SÓ NOS RESTA APRENDER" Beto Guedes

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

JARDINEIRA DE PALAVRAS: JARDINEIRA DE PALAVRAS

Amanhecendo

Quantos dias começaram esperando a noite chegar,
Quantas noites chegaram com o brilho frio da lua e dos faróis,
Quantos caminhos percorridos sem destino e lugar para pousar.

Tudo não passou de ilusão.
Tudo ficou na solidão.

O amanhecer sempre chegava, mas sem brilho
E junto com ele o frio a desilusão.

Só por hoje, o dia começa sempre com o brilho do teu olhar,
Começa com o calor do sol a me espreitar e a esperança de que a noite vem me brindar.
Brindar com o som da tua voz, o calor do teu corpo e a certeza de quilômetros a serem percorridos com um porto seguro para aportar.

Só por hoje vejo que ao te olhar, me descubro e redescubro a cada segundo na beleza da tua alma e do teu corpo que me foi dado de presente.

Como é bom sentir o presente no ar que respiro, puro e perfumado com teu cheiro, que só por hoje, me permito a me deixar contaminar e a me dominar.

Teus olhos e teu sorriso me fazem crer que amar a mim mesmo é a coisa mais importante, pois, só assim, vou conseguir mantê-los sempre presente.
E ao fundo... a deliciosa melodia de duas pessoas a me dizer “quando eu dormir você dorme... repete e então eu digo quando vocês dormirem eu durmo.”
Durmo com a certeza de mais um dia ensolarado e quente e de que mais uma noite veio a me brindar....

Então, que venha o amanhecer...
e é só isso do que eu quero saber.


Marcelos Martin

terça-feira, 26 de agosto de 2008

A VIDA É MUITO CURTA PRA SE ARREPENDER.
ENTÃO AME AS PESSOAS QUE TI TRATAM BEM.
ESQUECE AS QUE TI TRATAM MAL.
ACREDITE QUE TUDO ACONTECE POR UMA RAZÃO.
SE TIVER UMA SEGUNDA CHANCE, AGARRE-A COM AS DUAS MÃOS.
SE ISSO MUDAR A SUA VIDA DEIXE ACONTECER.
NINGUÉM DISSE QUE A VIDA SERIA FÁCIL, SÓ QUE VALE A PENA.
OS AMIGOS SÃO COMO BALÕES; SE VOCÊ OS DEIXAR IR TALVEZ NUNCA MAIS VAI TE-LOS DE VOLTA.
ÀS VEZES NOS OCUPAMOS COM NOSSAS PRÓPRIAS VIDAS QUE NÃO NOTAMOS QUE OS DEIXAMOS IR.
ÀS VEZES NOS PREOCUPAMOS QUEM ESTA CERTO OU ERRADO QUE ESQUECEMOS O QUE É CERTO E ERRADO.
ÀS VEZES NOS ESQUECEMOS O QUE É AMIZADE ATÉ QUE SEJA TARDE DEMAIS.
Não sou nada demais, porque tudo que é demais sobra...
E o que sobra é resto! Sou de menos, porque tudo que é de menos falta...
E o que falta é sempre uma RARIDADE!!!
Não passo pela vida...
E você também não deveria passar.
Viva!!!
Bom mesmo é ir a luta com determinação, abraçar a vida e viver com paixão, perder com classe e vencer com ousadia, porque o mundo pertence a quem se atreve e a vida é MUITO para ser insignificante.
" Enquanto algumas pessoas fazem de tudo para serem marcantes,outras agem naturalmente e tornam-se inesqueciveis ".
"A verdαdeirα belezα não estα no rosto onde muitos procurαm, mais sim no corαção onde poucos encontrαm".
" Você nunca sabe que resultados virão da sua ação.
Mas se você não fizer nada, não existirão resultados."

ASS: Edson

Bons momentos !!!
A VIDA É MUITO CURTA PRA SE ARREPENDER.ENTÃO AME AS PESSOAS QUE TI TRATAM BEM. ESQUECE AS QUE TI TRATAM MAL. ACREDITE QUE TUDO ACONTECE POR UMA RAZÃO. SE TIVER UMA SEGUNDA CHANCE, AGARRE-A COM AS DUAS MÃOS. SE ISSO MUDAR A SUA VIDA DEIXE ACONTECER. NINGUÉM DISSE QUE A VIDA SERIA FÁCIL, SÓ QUE VALE A PENA.OS AMIGOS SÃO COMO BALÕES; SE VOCÊ OS DEIXAR IR TALVEZ NUNCA MAIS VAI TE-LOS DE VOLTA. ÀS VEZES NOS OCUPAMOS COM NOSSAS PRÓPRIAS VIDAS QUE NÃO NOTAMOS QUE OS DEIXAMOS IR.ÀS VEZES NOS PREOCUPAMOS QUEM ESTA CERTO OU ERRADO QUE ESQUECEMOS O QUE É CERTO E ERRADO.ÀS VEZES NOS ESQUECEMOS O QUE É AMIZADE ATÉ QUE SEJA TARDE DEMAIS. Não sou nada demais, porque tudo que é demais sobra... E o que sobra é resto! Sou de menos, porque tudo que é de menos falta... E o que falta é sempre uma RARIDADE!!!Não passo pela vida... e você também não deveria passar. Viva!!! Bom mesmo é ir a luta com determinação, abraçar a vida e viver com paixão, perder com classe e vencer com ousadia, porque o mundo pertence a quem se atreve e a vida é MUITO para ser insignificante." Enquanto algumas pessoas fazem de tudo para serem marcantes,outras agem naturalmente e tornam-se inesqueciveis "."A verdαdeirα belezα não estα no rosto onde muitos procurαm, mais sim no corαção onde poucos encontrαm"." Você nunca sabe que resultados virão da sua ação. Mas se você não fizer nada, não existirão resultados."

domingo, 24 de agosto de 2008

Hora de fazer mais curativos

Após o glorioso 29 de agosto de 2004, quando festejou o ouro em Atenas, a seleção masculina de vôlei mergulhou num ciclo olímpico cheio de transtornos. Até este domingo, correram 47 meses, 26 dias e algumas horas de provação para um time que um dia pareceu imbatível. Crises internas, bate-bocas, derrotas dolorosas, feridas que, aparentemente, só poderiam ser fechadas no degrau mais alto do pódio em Pequim. Pois é hora de fazer mais curativos.

Por Marco Leite
Diante da derrota aparecem os problemas...
... a seleção brasileira de vôlei ganhou tudo que podia ganhar durante longos oito anos, e ontem caiu diante dos Estados Unidos. Um time que não é melhor que a nossa seleção, mas eles tinham uma coisa que o Brasil perdeu - o desejo de superar seus limites e vencer o que parecia impossível -, foi assim com as meninas do vôlei feminino de nosso país. O Brasil parecia cansado e sem objetivos a serem alcançados, pois já tinham ganho tudo durante essa geração fantástica que surgiu há oito anos.
Na recuperação das drogas e do comportamento isso também pode acontecer, às vezes permanecemos durante longo período em abstinência e ocorre que, com isso, reavemos tudo que tínhamos perdido: família, bens, auto-estima, o reconhecimento social e profissional, entre tantas outras coisas que poderia citar. Viramos vencedores e perdemos nosso objetivo principal, e que nos é ensinado, que é o de continuar sempre buscando algo a mais para poder atingir a sobriedade, que para os adictos é muito mais do que está no dicionário. Achamos que já somos vencedores e deixamos escapar muito da caminhada dos 12 passos. Eles nos ensinam sobre a Espiritualidade: fundamental para uma vida de recuperação é admitir que sozinhos não vencemos nada; a Auto-vigia: sem isso podemos tropeçar nas pequenas coisas, já que as grandes são fáceis de ver; Humildade: que facilmente perdemos quando esquecemos que estamos em recuperação e quando praticamos o 6º e o 7º passos; a Honestidade: para admitir que esquecemos de onde viemos e o que passamos e, principalmente, que o domínio sobre nossas vidas já não nos pertence e sim a Ele (1º e 3º passos).
Entendo que o Brasil do vôlei não poderia ganhar para sempre, mas nós em recuperação não podemos nos dar ao luxo de relaxar, pois se o fazemos corremos o risco de nos machucar muito mais do que já estivemos machucados algumas 24 horas atrás. E se isso ocorre é realmente a hora de fazer mais curativos, mas não podemos jamais esquecer de vez em vez olharmos para nossas cicatrizes e aprender com elas. Só assim poderemos realmente ser vencedores em uma vida de recuperação. Que apesar de tudo esse “Só por hoje” deve durar para sempre.

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

É preciso perder para dar valor. É preciso chorar para aprender a amar. É preciso confiar para se entregar. É ainda assim a grande verdade é que,é preciso ouvir para nunca gritar...Todos irão sofrer um dia, para saber, o verdadeiro sentido da felicidade ! Se sentir saudade: procure Se sentir vontade: faça Se tiver vontade: lute Se perder: esqueça Se gostar: viva !muitas vezes deixamos de lutar pelo que realmente queremos pelo simples fato de não querer ouvir um NÃO...errar é humano...perdoar é preciso...e correr atrás daquilo que realmente queremos é uma obrigação nossa!! Viva... ame... pense... erre...e depois do erro corra atrás de refazer o seu acerto...nada é pra vida toda...mais arrisca!!! Nunca deixe para amanhã o que pode ser feito hoje.. Ass:Edson Só por hoje ...

Virando o jogo e derrotando a vaidade

Com vitória no salto em distância, brasileira se torna primeira mulher do país a subir ao lugar mais alto do pódio no atletismo em Jogos Olímpicos.
Enquanto as adversárias estavam maquiadas, com cortes de cabelo ousados e piercings no umbigo, Maurren Maggi chegou para a final do salto em distância nesta sexta-feira de cara limpa, com um simples coque. Após cinco saltos e marca de 7,04m no Ninho do Pássaro, veio o enfeite que ela queria: a medalha de ouro. Com a conquista desta sexta-feira, Maurren entra para a história ao se tornar a primeira brasileira a garantir uma medalha de ouro no atletismo. Além disso, desde 1984, com Joaquim Cruz nos 800m rasos, que o Brasil não garantia o primeiro lugar no pódio olímpico.

Por Marco Leite
Lembro muito bem quando Maurren Maggi foi pega no dopping por causa de uma pomada, um cosmético usado para a beleza. Maurren Maggi era uma daquelas atletas que além do talento fora de série era extremamente vaidosa diante de sua beleza. Pois bem, Maurren Maggi foi suspensa por dois anos, e durante esse tempo de exílio casou, teve filho e resolveu voltar ao atletismo após três anos de ausência. Maurren já não era mais a mesma, virou uma atleta no “espírito”, já não dava mais bola para o visual e sim ao objetivo do esporte que é superar o seu próprio limite.
Mais uma lição que os Jogos Olímpicos nos deixam. A superação em uma residência em comunidades terapêuticas deve ser feita com a mesma garra de Maurren. O residente deve principalmente se despir do ego, das vaidades, do orgulho, da falta de humildade. Enfim, durante o exílio de Maurren muitas “fichas” devem ter caído.
Penso que o esforço de Maurren deve servir como exemplo de superação e, principalmente, para descobrir que a vaidade não está no visual e sim na essência da “alma”. Somos todos seres espirituais, ocasionalmente habitando um corpo. Portanto o importante é a beleza do ser. Maurren descobriu isso alcançou o seu limite e, com isso, atingiu o sonho de todo atleta que é a superação.
Na dependência química também é preciso superar todas as barreiras. A discriminação social é uma das principais. O dependente sai de uma comunidade terapêutica e encontra um mundo que o discrimina, e onde todos julgam todos, fazendo disso um jogo de vaidades. O grande segredo é despir-se da vaidade e descobrir que sozinho ninguém consegue, mas que juntos somos uma força que pode mover o mundo, que eu espero, sinceramente, para o bem comum.
E no fim o maior de todos os exemplos de HUMILDADE, Sofia, filha de Maurren, dentro de sua inocência infantil disse para a mãe:
"MAS EU QUERIA A PRATA"

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

JARDINEIRA DE PALAVRAS

JARDINEIRA DE PALAVRAS

"CAIS DA SOLIDÃO"


Meus anseios, meus sentimentos desfeitos neste cais da saudade...
Tantos sonhos, tantas promessas de eterna felicidade...
Ternuras, juras e mais juras na nossa última despedida...
Um último abraço, último beijo, último olhar entre lágrimas,
sua cruel partida...

Tudo que me fazia feliz se foi junto ao navio que desapareceu
em alto mar...
Esqueceu rapidamente que para trás deixou este alguém a chorar...
Talvez agora nem se lembre da minha solitária existência...
Um alguém que dedicou o amor em plena consciência...

Diariamente, mesmo sabendo ser utopia,
volto a este cais cheio de esperança.
Fixo os olhos no horizonte, às vezes uma longínqua fumaça...
Quem sabe, pode ser você para os meus braços voltando...
Sou sim uma escrava do amor, mesmo assim continuo esperando...

Cada navio atracado, inutilmente procuro na multidão
na ânsia de avistá-lo...
Com tristeza vejo como tudo isso é irreal, custo a acreditar...
Que nada na sua vida representei, nem uma saudade no íntimo aflorar...
Mesmo assim resta a esperança de um dia voltar...

Ciente de que jamais viria novamente a mim...
Como um sonho irreal, mesmo assim aguardarei até o meu fim...
Nunca imaginou o tamanho amor que tenho guardado...
Isso não importa mais, o tempo não me perdoou, ficou no passado...

Continuarei à sua espera mesmo inutilmente, noite e dia...
E a cada navio atracado em mim abate uma triste alegria...
Como sempre a procura de você, que me esqueceu...
Não importa isso, estou aqui desde que o dia amanheceu...

Neste cantinho da plataforma, até as gaivotas acostumaram
com minha diária presença, muitos de mim se aproximaram...
Pareciam dizer-me em coro, esqueça este sentimento que tanto te
amargura...
Abra os olhos para um novo horizonte, existe muita ternura.

Hoje vivo da triste realidade, consumido pela saudade
e pela dor...
Mesmo que não queira, não consigo deixar de dedicar-lhe o meu amor...
No silêncio da madrugada, como companhia só a recordação.
Imaginando se um dia realmente foi só meu .

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

JARDINEIRA DE PALAVRAS#links

JARDINEIRA DE PALAVRAS#links

JARDINEIRA DE PALAVRAS

JARDINEIRA DE PALAVRAS

JARDINEIRA DE PALAVRAS

JARDINEIRA DE PALAVRAS

JARDINEIRA DE PALAVRAS: ALMAS DE HOMENS

JARDINEIRA DE PALAVRAS: ALMAS DE HOMENS












Almas de homens...num mundo de guerras


Eles não conhecem o certo e o errado
Não sabem a diferença do bem e do mal
Vivem num conto de fadas
Onde sapos são príncipes
E bandidos são mocinhos


Embriagam-se nas muitas mentiras
por medo de poucas verdades
Não conhecem as ruas escuras onde andam
E se enganam no caminho errado
Por medo de começarem um novo


Eu vi o homem que se perdeu nos pensamentos
E digo que esse homem não existiu
Tentou encontrar a saída de uma trilha em sua mente
E pagou pela cegueira da humanidade
Como um profeta pela ignorância dos que julgam
O homem foi o último a tentar entender
Os mistérios da alegria, da tristeza e da dor
E os ensinamentos de como viver


E hoje há um homem embriagado num bar
Contando histórias de guerras e de como foi herói
Num mundo que ele nunca entendeu
Em batalhas que nunca soube lutar
E tantos pensamentos foram em vão
Foi outra alma em busca de compreensão












terça-feira, 12 de agosto de 2008

JARDINEIRA DE PALAVRAS: SOBRE AMIZADE

JARDINEIRA DE PALAVRAS: SOBRE AMIZADE

SOBRE AMIZADE

AMIGO...



Hoje, eu quero dar-te um abraço!Que talvez no dia-a-dia se perdeu...Nesta louca correria, amigo meu!Dizer-te o quanto és importante,agradecer-te, a cada instante,pela amizade, cumplicidade, carinho e palavras...Por compreenderes meus erros,aceitar-me como sou!Ouvires meus desabafos edesenganos.Tentaste mudar minha história,quando ela fora triste!Ao carregar o meu fardo,por quantas vezes caístes?Era grande o peso da minha dor...Maior ainda o peso do teu amorque se levantou quantas vezes,machucado também...Minhas dores eram tuas, de mais ninguém!Fraco, eu apenas chorava...Forte, teu amor me levantava!Quero abraçar-te muito, agradecer-te tanto!Quero hoje carregar tuas dores...Mesmo que me causem chagasteu sofrimento!Carregarei, em meu peito, um a um... cá dentro.Quero aliviar-te! Toma as palavras que ofereço-te de coração!Se tombares, não te preocupes.Terás sempre as minhas mãos.Quero tuas lágrimas todas,enxugadas em meu ombro...Quero as minhas, com as tuas juntadas.Quando vier o teu tombo!Erga-te em minhas mãos...Em meu peito, aninha-te!Do mundo, livrar-te-ei dos espinhos.Afinal, amigo, foi Deus quem te fez...E te colocou em meu caminho!
"AMIGO É COISA PRA SE GUARDAR DO LADO ESQUERDO DO PEITO..."

terça-feira, 15 de julho de 2008


TEMPO

Existe um tempo em que paramos de contar
Olhamos para o relógio e sentimos vontade do ponteiro voltar
Esse tempo é uma súbita vontade de algo consertar
Um tempo de olhar pra dentro de nós
Um tempo de arrependimento

Tempo...tu és temporal
Somos tão pequenos diante de ti
Que mal acabei a escrita você já se foi
Pra onde tempo?
Porque não fica um pouquinho
Ou talvez ande um pouco mais devagarinho
Para que eu possa com mais cuidado pensar

Existe um tempo em que não queremos mais ser
Existe um tempo que é imperativo querer
Existe um tempo em que precisamos calar
Tempo de tempestades
Tempo de lamentos
Tempo de cicatrizar feridas

Existe um tempo em que esse tempo vai passar
E esse tempo não mais voltará
Alguns sentirão saudade
Outros darão graças
Não tenho a resposta exata
Não tenho certezas
Somos efêmeros por causa do tempo
E não sei se o maldigo ou bendigo
Tempo... és amigo ou inimigo?

O silêncio responde por mim
O tic tac do tempo não pára
O relógio da vida dispara

Haveremos logo que escolher o caminho
O tempo vai passar e flechas não temos para lançar
Não nos dará chance
Não nos dará lugar
E de nada adiantará lutar

É inútil a luta contra o tempo
Não temos armas e o tempo é feroz
Então o melhor é escolher
Enquanto houver a chance
De pouco se perder.

Existe um tempo em que precisamos escolher
Da nossa escolha virá os frutos, virá as folhas
Existe um tempo que precisaremos plantar
E somente depende de nós se a semente brotará!
Larissa-2008

sexta-feira, 11 de julho de 2008

Um Vento Chamado Larissa

O vento que venta agora,
na claridade desse luar,
provoca uma tempestade,
nos mares do meu coração....

Vento da lua, me deixas no ar...
vento que embala a minha rede, derruba as paredes do meu caminhar,
que eu quero passar, conhecer os mistérios do mar,
enfrentar tesmpestades de amor...

O tempo que se passou,
não se recupera jamais,
saudade queficou..
quando você vinha amar....

Vento da lua, me deixas no ar...
vento que embala minha rede, derruba as paredes do meu caminhar,
que eu quero passar, conhecer os mistérios do mar,
enfrentar tempestades de amor...
Marcelos Martins - 2008

"Voa minha ave, voa sem parar,
viaja pra longe, te encontrarei em algum lugar..
permaneço em ti, como sempre fui, mais perfeito e mais fiel,
mesmo sozinho sei que estás perto de mim,
quando triste olho pro céu...

Quando eu te vi,
meu mundo aconteceu..."

Fazendo a minha parte.

Entrelaçado com os movimentos do Universo, é a única forma de caminhar suave em meio a aridez de alguns trechos.
Nesta máxima deixo meu registro, desejando a todos que aqui passarem, que possam polinizar pelo mundo as boas sementes que aqui encontram.
Desejo que cada dia, cada passo, seja marcado por uma boa pegada.
Que entremos pela porta da frente e também saiamos por esta mesma porta.
Estarei em dos melhores lugares do mundo para mim, ou seja, na estrada com meu cavalinho de duas rodas!
Quando voltar, deixarei mais registros.

Beijo para quem é de beijo e abraço para quem é de abraço.
Thales (Centauro)

quarta-feira, 9 de julho de 2008


TEATRO DE FANTOCHES


Pensar demais ás vezes dói e as coisas da vida vão surgindo como se não fôssemos donos do nosso próprio destino, como se fôssemos fantoches de um teatro de bonecos. A platéia cheia, todos aplaudem o espetáculo, os pobres atores bonecos saem de cena num simples gesto gentil com a cabeça e voltam para suas caixas até o próximo número começar. Um dia eles não servirão mais e outros tomarão seu lugar.
E damos graças só por viver. E damos graças por comer. E damos graças por respirar o ar impuro. E damos graças pela cama quente. Ou não damos mais graças, ou não aparecemos mais. Não somos mais os autores da vida. Somos bonecos. Crianças, jovens, adultos, velhos, todos juntos pisando num palco de areia. Cuidado para não escorregar! E a vida leva essa gente. E a vida me leva...num sopro só.
E devo dar graças por estar viva?
QUERO MAIS QUE CAMA, MAIS QUE COMIDA, MAIS QUE ÁGUA, MAIS QUE RESPIRAR. Quero ser a capitã da minha alma, a senhora do meu destino. Fazer um drama ou uma comédia só minha, uma novela inteira, um capítulo, um ato, ou somente uma voz.
E se não der pra ser uma voz, que seja um eco, um só...somente uma vez!
Quero tirar as asas da minha mente cansada e coloca-las nas costas. Se sei voar com as asas da mente, sabe-se lá o que farei com asas no corpo. Não quero asas de anjo. Quero asas de borboleta, asas leves e coloridas, onde pairam a gravidade da terra e planar sobre jardins e labirintos de flores. Quero asas pra voar sobre os lírios, sobre mãos curiosas de pequenas crianças. Quero voar baixo, sem pretensões de grandes aventuras. Quero voar junto com a folha de papel espirrada pelo vento. E de vez em quando quero abrir as asas e deixar só por conta do vento. Sem planos definidos, rotas, trajetórias bem boladas, caminhos tortuosos e estradas sem fim. Só voar, mesmo que seja no concreto, onde der, sei lá.
Sei que haverá dias de chuva, tempestades, dias bons e ruins. Haverá o sol morno e haverá o sol quente. Haverá a sombra, a árvore, o mel. Haverá a pedra perto do riacho doce para admirar. Haverá a cadeira do presidente de algum lugar pra descansar. E ali pousar enquanto o poder o faz tomar decisões. E a minha plena decisão de ali descansar, um dia o fará olhar para o lado e me ver. Majestosa, colorida, leve...e qualquer dia ele num gesto de intuição, me verá flutuando sobre seu trono de poder e sorrirá. Então suas decisões serão outras, pois todo o cinza transcenderá as leis do mundo. E ele também terá asas. Ele talvez queira uma maior, não sei, mas viajará por estradas sem rotas também, enquanto outro toma seu lugar. Porque ele não serve mais... ficou muito feliz!
E assim não faremos mais parte do teatro de fantoches, faremos parte da nossa própria vontade. Faremos parte de um mundo onde por fim, não lembraremos mais das palavras dos inimigos, mas sim do silêncio dos amigos!
Simplesmente porque deixamos de ser bonecos. Simplesmente porque aprendemos a voar!


Larissa-2008

DEZ MANDAMENTOS DO AMIGO DO PLANETA

JARDINEIRA DE PALAVRAS

JARDINEIRA DE PALAVRAS

JARDINEIRA DE PALAVRAS

JARDINEIRA DE PALAVRAS

JARDINEIRA DE PALAVRAS

Existem pessoas que são cometas e simplemente passam pela nossa vida...
Agora existem aquelas que são estrelas e brilham permanentemente na nossa vida...

Apesar de olharmos para o céu e vermos um grande museu.
Mas, que o brilho dessa estrela seja eterno enquanto dure.

Não sou poeta, mas, tento falar o que o meu coração quer dizer e meus ouvidos querem ouvir!

Maravilhosa são as pessoas que plantam seu próprio jardim para esperar que as borboletas venham enfeitá-lo.
É melhor do que aquelas que arracam flores e caçam as borboletas.

Melhor ainda, aquelas pessoas que plantam seu jardim e se torna sua jardineira!

Obrigado por este jardim!

Não sou borboleta, sou um zangão, zangado, ciumento e sempre alerta!!!!!!! Mas, estou aprendendo com as borboletas a tirar o néctar das flores sem ter que arrancá-las e muito mais, estou aprendendo a ver esse jardim ser cuidado por tão linda jardineira...

SUCESSO SÓ POR HOJE E SEMPRE....

segunda-feira, 7 de julho de 2008


PENSANTE IRRACIONAL



Hoje fechei os olhos e acordei mais cedo
Não era dia nem noite não havia sol nem estrelas
Só um papel fantasia, um sonho realidade
Uma mentalidade sem corpo
Uma vontade de fugir
A cama não existia e nem nunca existiu
O espaço era flutuante
Assim como os horizontes
Nos impedem de chegar
A algum lugar
Se o inesperado acontece
Porque é inesperado?
Não. É somente uma constante
Ciência exata
É pura matemática
Não existe inesperado
Tudo é esperado porque já acontece
Não existe mais mundo
O sol é transparente e não queima
A lua não é branca
E tão pouco ilumina
Só restou o vazio e uma cama distante
Que dela vou me afastando
Só restou acordar mais cedo
Para ver que não havia dia nem noite
Só restou pensar para ser irracional
Agir por instinto agora é uma forma de viver
Agir pensando só traz sofrimento
Pensar não é mais existir
Esta frase é quase um devaneio
De um pensante irracional
Penso, logo existo?
E as flores do meu quintal?
Sou vício de mim mesma
E existo com o não pensar
Agir, ser, tornar-se
Só é mesmo temporal
Nunca ninguém me disse que seria até imoral
Nunca ninguém me disse a diferença entre o bem e o mal
Descobri pelo irracional
Escrevo na irracionalidade de um ser que se foi
Se foi perdido no nada
Entre o vago do dia e da noite,
O que claro, não é a tarde
É um universo em expansão
Descobrindo e descortinando um novo ser
Sentindo as penas brancas que desejei ter
E tudo sem o sol ficou tão claro e queimou
E tudo sem a lua
escureceu tanto e clareou
As estrelas ficaram para traz
Elas não existem mais
Contar estrelas é inútil
Vc conta brilhos sem qualquer valor
Aqui e agora se tornou um momento complexo
Também não existe se vivemos com olhos no futuro
Futuro nada mais é que o medo de não ter o que queremos,
Senão não pensaríamos nele.
Para quer pensar no futuro?
Ele também não existe
Ele também só é vazio
Pra mim também não tem valor
Só me traz dor
Fecho os olhos e vejo
A vida
Com os olhos fechados vejo a vida
Com os olhos abertos vejo além do que podem enxergar
Com os olhos fechados acordo
Com os olhos abertos durmo para a vida e morro para o mundo
De repente vejo o mar
Ou algo semelhante
Sinto sede e bebo água do oceano
Água das ondas
Doces
Que saciaram minha sede
Tiram o gosto amargo da minha boca
E como saboreei aquela doce água do mar
Irracional? É melhor não pensar
Se a vida fosse TUDO AQUILO QUE ME FALARAM
A lua estaria no céu
O sol estaria brilhando
A água do mar seria salgada
E não existiriam flores no meu quintal.
Quem nos pregou uma peça?
Prefiro ser irracional!”


Larissa
Sábado, 10 de Novembro de 2007-01h50min

domingo, 6 de julho de 2008

ATRÁS DA VIDA






Por tantas vezes coloquei meus braços na janela
Esperando a vida chegar de novo, dobrar a esquina,
E eu atenta, avistá-la desatenta, caminhando lentamente.
E eu serenamente, arrumar os cabelos,pintar-me delicadamente
Colocar meu vestido leve
Aquele que o vento leva, ajeita, balança, bagunça.
E sair de casa com aquele céu azul poema,
Descalça, serena.
Caminhar até a rua, sorrir para o dia
Abrir a manhã.
E então, já avistando a vida lá de longe,
Encher-me de beleza, estrelas, tristezas
Alegrias... e correr...
Correr atrás da vida, descalça,
Com vestido azul e cabelos soltos.
E correr mais ainda
E correr sem parar
Porque o mundo é grande
E a gente o percorre
Porque o mundo é distante
E a vida o alcança.
Mas claro que no caminho
Pegarei as margaridas e os lírios.
Claro que no caminho tomarei ar puro
E banho de mar.
Não estarei mais presa ao mundo,
Estarei atrás da vida.
Aprenderei o que não sei
Conhecerei o tempo rei
Pegarei uma jangada pra lua
E de lá de cima te avistarei.
Meu amor, quanto tempo te esperei
Estava atrás da vida
Correndo sem parar
E não sabia que para alcançá-la
Só era preciso te encontrar!




Larissa (2001)

sábado, 5 de julho de 2008


MISTURA DO AMOR




Relaxe o corpo


A mente, o coração.


Deixe as emoções cavalgarem


Pelos espaços verdejantes


Viaje...
Sinta a brisa leve da manhã


Tocar seus cabelos despenteados
Ande descalço


Prove a sensação do barro nos seus pés.


Abra os braços para abraçar o cheiro


De menta da manhã.
Deite na aurora que anuncia a vida


Cheire as rosas da imaginação


Tome o mel, deguste o hortelã


Sinta na pele o toque suave da maçã.
Beba água do riacho


Ouça o canto das águas


O sussuro das árvores


A linguagem do céu azul
Banhe-se na energia dourada do sol


Role na grama, espreguice, morra de rir.
Perca-se na magia de uma fruta madura


Magia de uva, pera, laranja, limão.


Favo de mel, eucalípto, tentação


Atalho para a cereja do coração.
Viva! Se entregue à imaginação


Sonhe com paixão


Corra sem destino entre as árvores


Viaje no sabor!


Sinta a ternura de beijar a flor.
Deixe que o sabor fresco invada sua língua


Fruta molhada, sorvete, flocos de neve


Suave beijo de licor


Boca doce, gelada, refrescante


Essa é a mistura do amor!




Larissa-2000

O INÍCIO

Tudo começou pelas idéias e confesso que demorou até chegar ao papel. Depois de alguns anos, os papéis ficaram amarelados e resolvi digitar tudo. Então percebi que era muita coisa, muitos sentimentos, muitas flores e muitos espinhos.O incentivo que dava à minha mãe para publicar um livro, passou ser o meu incentivo.Nos meus escritos, por assim dizer, tem um pouco de tudo, um pouco da vida, falo da natureza, das coisas simples, sofisticadas, de mim, de alegrias, triztezas, decepções, drogas e vontade de ver pessoas cada vez melhores a fim de construir , ou reconstruir esse mundo para legá-lo a gerações futuras.Sou jurista e não advogada. Não advogo porque não é minha vocação. Adoro ler e estudar, por isso migrei para a área científica do Direito.A minha verdadeira vocação é ARTES. De todo tipo: Dança, teatro, Artes plásticas, música, fotografias!Sou do tipo de tem ALMA DE ARTISTA. Sou cheia de ideais e esse fato muitas vezes me leva à profundas decepções, mas também tem suas recompensas. Então fico com as recompensas!Tenho um propósito bem latente hoje: O COMBATE ÁS DROGAS. A Droga é um Câncer e não prejudica e mata só quem a utliliza, destrói também a família.Poesia, hoje para mim, é um modo de vida. Uma maneira que encontrei para descarregar sentimentos oprimidos. Então escrevo muito. Tenho poesias mirabolantes até as mais singelas.MÚSICA: ahhhh, a música, o que seria do ser humano sem uma melodia. Apesar de já ter feito piano, violão e flauta, não toco, mas gosto de ouvir as mais variadas canções e os mais variados artistas. Comecei a valorizar também a música sem rótulos. Sim. Aquele que seu vizinho compôs e você acha bonita, aquela que você compôs e gostaria de gravar. Eu, por exemplo tenho várias letras de músicas, só falta a melodia-por pouco tempo!O verbo desse blog é FAZER!Já deixei de ficar de braços cruzados a muito tempo. Sempre fiz. No meu tempo...mas sempre fiz!Consigo hoje, pensar 10 vezes antes de falar, pois posso magoar alguém ou minha fala pode ser fruto de uma mentira ou fofoca, então procuro cultivar a fala amorosa e deixar de lado a fala imprópria e inadequada.Por muitos anos analisei a palavra PERDÃO; e sinceramente acho muito difícil perdoar. Então arranjei uma saída: NÃO ME OFENDER! Dessa forma não preciso perdoar, porque não fui ofendida.Gosto muito de ler e estudar filosofia e ultimamente estou estudando doutrinas e religiões orientais.Apesar de não parecer, eu tenho uma tremenda habilidade para falar em público, principalmente com a platéia cheia. Quanto mais gente melhor.A DANÇA: é minha asa. Dançando consigo voar, plainar...Gosto de danças nas suas diversas formas, só não me convide pra dançar Funk.ARTES PLÁSTICAS: a pintura , seja ela qual for é o nosso retrato do dia. Gosto muito de pintar. Me relaxa e eu viajo nas cores. Gosto de Monet, Picasso e Portinari. Acho Da Vinci incrível, mas não faz meu estilo. Bem, adoro artistas desconhecidos, aliás são os que eu mais gosto.Quando a gente cresce, percebe que ser uma constante na vida é praticamente impossível. Nós somos seres de "altos e baixos", principalmente nos dias de hoje, onde as doenças mentais cresceram absurdamente. As pessoas hoje são tão preocupadas, correm de um lado para outro, as crianças sofrem de hiperatividade, ninguém tem gentileza no trânsito, ninguém tem mais paciencia.O mundo precisa urgente de uma palavrinha mágica chamada TOLERÂNCIA! A TOLERÂNCIA no meu ponto de vista, é a bola da vez desse século. E quando digo tolerância falo de sentido amplo. Tolerancia no trânsito, no trabalho, dentro de casa, ao telefone, com amigos, com estranhos, com a natureza, com o planeta, com VOCÊ! Sim. Temos que ser tolerantes com nós mesmos também. Se eu não consigo ser tolerante e amável comigo mesma, como conseguirei ser com quem está ao meu lado?É isso, aos poucos todos que entrarem ou participarem desse blog irão me conhecer um pouquinho melhor e o mais importante, se esforçarão para ser pessoas melhores.COMO NÃO POSSO MUDAR O MUNDO, VOU COMECAR PELAS PESSOAS!Larissa

Loading...