domingo, 6 de julho de 2008

ATRÁS DA VIDA






Por tantas vezes coloquei meus braços na janela
Esperando a vida chegar de novo, dobrar a esquina,
E eu atenta, avistá-la desatenta, caminhando lentamente.
E eu serenamente, arrumar os cabelos,pintar-me delicadamente
Colocar meu vestido leve
Aquele que o vento leva, ajeita, balança, bagunça.
E sair de casa com aquele céu azul poema,
Descalça, serena.
Caminhar até a rua, sorrir para o dia
Abrir a manhã.
E então, já avistando a vida lá de longe,
Encher-me de beleza, estrelas, tristezas
Alegrias... e correr...
Correr atrás da vida, descalça,
Com vestido azul e cabelos soltos.
E correr mais ainda
E correr sem parar
Porque o mundo é grande
E a gente o percorre
Porque o mundo é distante
E a vida o alcança.
Mas claro que no caminho
Pegarei as margaridas e os lírios.
Claro que no caminho tomarei ar puro
E banho de mar.
Não estarei mais presa ao mundo,
Estarei atrás da vida.
Aprenderei o que não sei
Conhecerei o tempo rei
Pegarei uma jangada pra lua
E de lá de cima te avistarei.
Meu amor, quanto tempo te esperei
Estava atrás da vida
Correndo sem parar
E não sabia que para alcançá-la
Só era preciso te encontrar!




Larissa (2001)

2 comentários:

  1. Do lado de fora
    Eu te observava...
    Silêncio dentro
    Do silêncio,
    O brilho falante
    Dos teus olhos.
    Quando me aproximei
    Da tua porta,
    Vi, nas tuas sombras,
    Os semblantes
    De uma vida
    A florecer,
    Assim como
    Um jardim
    Em eterna primavera.
    Ai foi
    Que,
    De pés nus,
    Tu beijaste
    O meu sorriso.
    E eu fiquei,
    Para sempre,
    Pendurado nas asas
    Da liberdade.
    Beijos
    Tio Thô
    www.myspace.com/heitordepedrazul

    ResponderExcluir
  2. Oi Larissa,adoro tudo que vc escreve,acho lindo e sempre toca muito meu coração, meus sentimentos
    Mas confesso; tenho andado tão tristinha que nao tenho tido animo pra escrever, gostaria muito de estar participaldo mais ativamente tanto do seu blog qto da comunidade
    Mas sei que isso vai passar é só uma questão de tempo e de adapçao a determinadas mudanças na minha vida. Mas mesmo estando sem animo para escrever, eu sempre procuro um tempinho e animo para ler vc
    Continui assim, tenho certeza que ajuda muita gente
    bjs no seu lindo coração
    Fátima

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário aqui.Sua opinião é muito importante!
Se quiser fazer parte desse Blog, entre em contato com larissavaz.fadel@gmail.com

" a lição sabemos de cor, só nos resta aprender!"
Larissa

O INÍCIO

Tudo começou pelas idéias e confesso que demorou até chegar ao papel. Depois de alguns anos, os papéis ficaram amarelados e resolvi digitar tudo. Então percebi que era muita coisa, muitos sentimentos, muitas flores e muitos espinhos.O incentivo que dava à minha mãe para publicar um livro, passou ser o meu incentivo.Nos meus escritos, por assim dizer, tem um pouco de tudo, um pouco da vida, falo da natureza, das coisas simples, sofisticadas, de mim, de alegrias, triztezas, decepções, drogas e vontade de ver pessoas cada vez melhores a fim de construir , ou reconstruir esse mundo para legá-lo a gerações futuras.Sou jurista e não advogada. Não advogo porque não é minha vocação. Adoro ler e estudar, por isso migrei para a área científica do Direito.A minha verdadeira vocação é ARTES. De todo tipo: Dança, teatro, Artes plásticas, música, fotografias!Sou do tipo de tem ALMA DE ARTISTA. Sou cheia de ideais e esse fato muitas vezes me leva à profundas decepções, mas também tem suas recompensas. Então fico com as recompensas!Tenho um propósito bem latente hoje: O COMBATE ÁS DROGAS. A Droga é um Câncer e não prejudica e mata só quem a utliliza, destrói também a família.Poesia, hoje para mim, é um modo de vida. Uma maneira que encontrei para descarregar sentimentos oprimidos. Então escrevo muito. Tenho poesias mirabolantes até as mais singelas.MÚSICA: ahhhh, a música, o que seria do ser humano sem uma melodia. Apesar de já ter feito piano, violão e flauta, não toco, mas gosto de ouvir as mais variadas canções e os mais variados artistas. Comecei a valorizar também a música sem rótulos. Sim. Aquele que seu vizinho compôs e você acha bonita, aquela que você compôs e gostaria de gravar. Eu, por exemplo tenho várias letras de músicas, só falta a melodia-por pouco tempo!O verbo desse blog é FAZER!Já deixei de ficar de braços cruzados a muito tempo. Sempre fiz. No meu tempo...mas sempre fiz!Consigo hoje, pensar 10 vezes antes de falar, pois posso magoar alguém ou minha fala pode ser fruto de uma mentira ou fofoca, então procuro cultivar a fala amorosa e deixar de lado a fala imprópria e inadequada.Por muitos anos analisei a palavra PERDÃO; e sinceramente acho muito difícil perdoar. Então arranjei uma saída: NÃO ME OFENDER! Dessa forma não preciso perdoar, porque não fui ofendida.Gosto muito de ler e estudar filosofia e ultimamente estou estudando doutrinas e religiões orientais.Apesar de não parecer, eu tenho uma tremenda habilidade para falar em público, principalmente com a platéia cheia. Quanto mais gente melhor.A DANÇA: é minha asa. Dançando consigo voar, plainar...Gosto de danças nas suas diversas formas, só não me convide pra dançar Funk.ARTES PLÁSTICAS: a pintura , seja ela qual for é o nosso retrato do dia. Gosto muito de pintar. Me relaxa e eu viajo nas cores. Gosto de Monet, Picasso e Portinari. Acho Da Vinci incrível, mas não faz meu estilo. Bem, adoro artistas desconhecidos, aliás são os que eu mais gosto.Quando a gente cresce, percebe que ser uma constante na vida é praticamente impossível. Nós somos seres de "altos e baixos", principalmente nos dias de hoje, onde as doenças mentais cresceram absurdamente. As pessoas hoje são tão preocupadas, correm de um lado para outro, as crianças sofrem de hiperatividade, ninguém tem gentileza no trânsito, ninguém tem mais paciencia.O mundo precisa urgente de uma palavrinha mágica chamada TOLERÂNCIA! A TOLERÂNCIA no meu ponto de vista, é a bola da vez desse século. E quando digo tolerância falo de sentido amplo. Tolerancia no trânsito, no trabalho, dentro de casa, ao telefone, com amigos, com estranhos, com a natureza, com o planeta, com VOCÊ! Sim. Temos que ser tolerantes com nós mesmos também. Se eu não consigo ser tolerante e amável comigo mesma, como conseguirei ser com quem está ao meu lado?É isso, aos poucos todos que entrarem ou participarem desse blog irão me conhecer um pouquinho melhor e o mais importante, se esforçarão para ser pessoas melhores.COMO NÃO POSSO MUDAR O MUNDO, VOU COMECAR PELAS PESSOAS!Larissa

Loading...